Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Aumento salarial de servidores é aprovado em comissão


Deputado afirma que atraso na aprovação de aumentos é culpa da oposição

Núcleo de Comunicação Bloco Minas MelhorFoto: Ricardo Barbosa/ALMG

Após obstrução da oposição, projetos que preveem aumento para servidores do Judiciário, Ministério Público e Assembleia Legislativa são aprovados na comissão de fiscalização financeira e orçamentária. A votação que permitiu o aumento concedido com base na revisão de vencimentos do ano de 2016, foi acompanhada por diversos servidores públicos.

Os projetos 3746/2016, de autoria do Procurador Geral de Justiça e 384/2016 de autoria do tribunal de justiça, foram aprovados por unanimidade de votos. O deputado André Quintão, líder do bloco Minas Melhor, fez questão de destacar o esforço conjunto dos deputados da maioria para que o projeto fosse aprovado o quanto antes.

Durante a votação, o deputado Sargento Rodrigues (PDT), acusou a situação de adiar a tramitação e votação do projeto, situação que foi prontamente esclarecida pelo Deputado André Quintão “O atraso nas votações ocorreu em função da obstrução da pauta feita, de maneira até legitima, pelos deputados da oposição que discordava do conteúdo de projetos de governo que tramitavam em regime de urgência. O entendimento, o diálogo foi realizado, os vetos foram votados e isso permitiu que os projetos tanto do governo, no caso da assistência estudantil, quanto de reajustes do judiciário, do ministério público e da Assembleia pudessem ser votados. Prevaleceu o entendimento, o diálogo e o mais importante é que votamos esses projetos”.

André Quintão também falou do escalonamento de salários dos servidores públicos no estado “O estado está no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Está buscando formas de ampliar sua capacidade de recuperação fiscal sem aderir a proposta de ajustes do governo Temer que implicaria em demissões privatizações e congelamento de concursos públicos. Nós estamos buscando através da criação de fundos e resgatar essa capacidade e buscando politicamente equacionar o acerto de contas entre o estado e a União, porque só de juros e amortização de dívida o estado gasta aproximadamente de 5 a 6 bilhões por ano. O governo está fazendo de tudo para preservar os servidores, pagar o que estabelece o piso e evitar o parcelamento dos salários.”

Os projetos ainda passam por votação em plenário.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes