Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Congresso do PT conclama militantes a enfrentar os inimigos da democracia

Nucleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Assessoria de comunicação PTMG

Unir as forças e superar as diferenças para combater os inimigos da democracia e dos direitos de todos os brasileiros. Essas foram palavras de ordem repetidas durante a abertura do 6º Congresso do Partido dos Trabalhadores (PT), que aconteceu na manhã de sábado (06/05), em Belo Horizonte. A mesa de abertura contou com a presença da presidente do PT mineiro, Cida de Jesus e do secretário-geral do PT nacional, Romênio Pereira. Participaram também os deputados estaduais André Quintão, Cristiano Silveira, Durval Ângelo, Paulo Guedes, Rogério Correia e os deputados federais Patrus Ananias e Adelmo Leão; além do presidente estadual do PCdoB, Wadson Ribeiro.

Na abertura, homenagens emocionadas à primeira-dama Marisa Letícia, e palestras da Mesa de Conjuntura Nacional e Internacional, que teve as participações do Embaixador Samuel Pinheiro, da deputada federal Margarida Salomão e do ex-ministro da Secretaria-Geral da presidência no Governo Lula, o professor e sindicalista Luiz Dulci.

O embaixador Samuel Pinheiro relembrou os avanços que o país experimentou na política externa proposta e executada pelos governos Lula e Dilma e os atuais retrocessos de Michel Temer. Para ele, o governos petistas foram fundamentais no fortalecimento do Mercosul, no apoio aos governos de esquerda na América do Sul e atuou com independência e altivez em relação aos Estados Unidos. Esses, dentre outros fatores, fizeram do Brasil um país destacado e respeitado no cenário internacional.

A deputada federal Margarida Salomão reforçou as críticas ao golpe sofrido pela presidente Dilma Rousseff e a necessidade de se continuar protestando nas ruas contra as perdas de conquistas já solidificadas na área social, e contra as reformas da Previdência e Trabalhista. “As pesquisas eleitorais mostram Lula cada vez forte por um motivo simples: ele continua dizendo o que todos nós queremos ouvir, e sua volta à Presidência da República é garantia de democracia e estabilidade social”, frisou ela.

Luiz Dulci encerrou a mesa com palavras de otimismo em relação ao futuro, mas ressaltou que os companheiros presentes precisam superar divergências internas e ter mais atenção com os inimigos que estão tentando derrubar a credibilidade do PT. “Sempre fomos um partido com muito debate interno, que respeita as opiniões diferentes e divergências políticas. Isso é bom, pois o debate é que gera consciência, mas agora precisamos buscar unidade", alertou. Ele chamou a atenção para o que chama de objetivos urgentes e comuns: "Resgatar a democracia brasileira e eleger o presidente Lula, para que o país volte a crescer e incluir socialmente". Também em Minas, a meta é barrar a ofensiva da Direita, lembrando que não são objetivos pessoais, mas do país e do estado.

O líder da bancada do PT, deputado André Quintão concorda com as palavras de Luiz Dulci e acrescentou: “Essa etapa do congresso é muito importante para reafirmarmos nosso repúdio contra as medidas impopulares e prejudiciais ao povo brasileiro que estão sendo tomadas pelo governo federal”. Para ele, o encontro serviu também para avançar na construção de metas em torno de bandeiras fundamentais para o povo mineiro, que são as políticas públicas sociais do governo Fernando Pimentel. "A transformação do plano nacional dependerá muito do resultado da nossa unidade e da atuação do nosso partido em Minas, já que somos o estado mais importante da nação liderado pelo nosso partido”, pontuou.

O deputado estadual Cristiano Silveira, secretário-geral do PTMG, destacou a importância do Congresso. "Temos aqui uma presença maciça de delegados, que são a cara do PT, com a presença de mulheres, dos negros, da juventude e que tem um objetivo claro de construir um conteúdo político de um novo momento que o partido vive", afirmou. Para ele, os verdadeiros desafios são enfrentar a tentativa de criminalização do PT e de destruição da liderança do presidente Lula. E avaliou que a legenda está revigorada com a renovação da juventude. “As pesquisas mostram que a imagem do partido melhorou e que o PT ainda é a maior referência nacional para os movimentos sociais”, enfatizou.

Recondução

No domingo (7), Cida de Jesus foi eleita presidente do PTMG para o biênio 2017-2018. Cida de Jesus, que comanda o partido deste 2015, foi reconduzida ao cargo por cerca de 400 delegados que participaram do Congresso, no SESC Venda Nova, em Belo Horizonte.

Durante seu discurso, Cida de Jesus conclamou os militantes a trabalharem pelo fortalecimento do partido,  integrarem a luta pela democracia e contra as reformas propostas pelo governo Michel Temer. ” Estou comprometida na organização de uma aliança de resistência que ajude a traçar o caminho para a retomada de um País democrático e inclusivo, com a eleição do companheiro Lula Presidente em 2018 e a reeleição do governador Fernando Pimentel, que tem mudado a realidade política de Minas Gerais”, destacou.




Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes