Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Reforma Trabalhista é tema de debate na Assembleia de Minas por deputados federais de MG

Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

 Foto: Ricardo Barbosa/ALMG

Integrantes da Comissão Especial da Reforma Trabalhista na Câmara Federal, os deputados Patrus Ananias e Leonardo Monteiro, ambos do PT, debateram na sexta-feira (24/03) o Projeto de Lei 6.787/16 que trata da Reforma Trabalhista, que está sendo discutida no âmbito de uma Comissão Especial em Brasília. Foi uma maneira encontrada pelos parlamentares de debater o assunto com a sociedade, já que as reuniões da Comissão não permitem a participação popular. “Precisamos denunciar isso”, alertou Leonardo Monteiro.

Patrus Ananias pontuou os prejuízos que os trabalhadores terão caso o PL seja aprovado. “É um retrocesso. Estão submetendo as questões do trabalho para o Código Civil”, disse. O parlamentar também criticou a justificativa de que a CLT estaria obsoleta. “Dizem que a CLT é de 1943 e está ultrapassada, mas o que estão propondo é uma volta ao início do século XIX, anterior ao Direito do Trabalho, que nasceu para pôr limite à exploração do capitalismo sobre o trabalho humano”, disse.

O debate, foi aberto pelo pelo presidente da Casa, deputado Adalclever Lopes (PMDB) e presidido pelo líder do Bloco Minas Melhor, André Quintão (PT), que destacou o esforço do legislativo mineiro em debater um assunto de relevância nacional. “A assembleia está mostrando que está sintonizada com o interesse da população do Brasil e de Minas Gerais. São reformas que serão votadas em Brasília, mas que trarão impactos negativos para toda os trabalhadores e trabalhadoras de todo o estado”, alertou.

André Quintão lembrou também que por determinação do presidente Adalclever Lopes, o parlamento mineiro montou uma Comissão Extraordinária, que será presidida pelo deputado Gilberto Abramo (PRB), que vai percorrer o estado para debater as Reformas Trabalhistas e da Previdência, com diferentes categorias tanto dos trabalhadores como do setor patronal.

Durante o evento, André Quintão fez questão de ressaltar que a Casa apresentou durante a semana, por meio de uma iniciativa dos deputados Marília Campos (PT) e Rogério Correia (PT), uma moção de repúdio à Reforma Previdência, que foi assinada por 60 dos 74 deputados estaduais. “O que estamos tratando aqui é a retirada de direitos do povo brasileiro tanto com a Reforma Trabalhista como da Previdência”. Alertou.

A secretária de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Rocha, que também participou do debate, afirmou que a Reforma Trabalhista trará prejuízos aos trabalhadores e que a iniciativa beneficia apenas os empresários. “A justificativa é a criação de novos postos de trabalho porém precarizados, com baixos salários e sem direitos”, pontuou.

A deputada estadual Marília Campos (PT), vice-presidenta da Comissão Extraordinária da Reforma da Previdência alertou para a necessidade de uma mobilização social. “Precismos nos mobilizar e ir para as ruas contras essas reformas. É preciso união de todos as trabalhadoras, trabalhadores, sindicatos e movimentos sociais. Precisamos nos mobilizar na cidade, na periferia e no campo para pressionar os deputados federais”, disse.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes