Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Opinião

 
 

Senado enterra mais uma herança maldita de FHC

Com apoio do próprio Ministro da Fazenda, o Senado Federal aprovou o projeto de lei que garante aos estados renegociarem suas dívidas com União e, ingressarem em um período de moratória (Regime de Recuperação Fiscal) no qual deixarão de pagar, por três anos, os encargos da dívida, tendo como contrapartida a adoção de medidas concretas de contenção de gastos e, até mesmo, algumas medidas de privatização.

De volta à Câmara, em face da emenda que incluiu o citado Regime de Recuperação Fiscal, o projeto pode ser votado até a semana que vem, com o objetivo de acelerar as iniciativas dos estados que queiram aderir ao processo de renegociação e recuperação fiscal.

Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro serão os estados mais beneficiados. O caso mineiro é muito conhecido: em 1997, o então governador tucano, Eduardo Azeredo fez um acordo totalmente prejudicial ao estado, para agradar a equipe econômica de FHC.

De lá para cá, nossos investimentos têm sido prejudicados por essa situação. Não é por outro motivo que o governador Fernando Pimentel enviou à ALMG mensagem decretando estado de calamidade pública e financeira para Minas Gerais. O que lhe dá margens de manobras para priorizar despesas orçamentárias nos serviços essenciais.

Para garantir a manutenção de serviços de saúde, de educação e de segurança, além de obras essenciais, esse processo de renegociação será essencial.

Afinal, não se enfrenta crises precarizando a vida das pessoas mais necessitadas.

Que venha 2017!


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes