Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

PMs demandam duas turmas de curso de sargento em 2017


Participantes pediram a revisão da Resolução 4.486, de 2016, da PM, que trata do curso.

Assessoria de Imprensa da ALMG

A realização de duas turmas do Curso Especial de Formação de Sargentos da Polícia Militar (PM) em 2017 – uma no início do ano e outra em setembro - foi uma das demandas apresentadas pelos praças em audiência da Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A reunião foi realizada nesta quarta-feira (30/11/16) a pedido do deputado Cabo Júlio (PMDB).O deputado Cabo Júlio cobrou uma solução para o problema. “A resolução é clara. Haverá um único curso em 2017 e será destinado a policiais que completem o tempo para promoção até julho. Os outros terão a promoção apenas no outro ano, o que representa um grande prejuízo”, comentou.

A conclusão desse curso é requisito para a promoção de cabos em sargentos. Ocorre que a Resolução 4.486, de 2016, que trata dessa atividade, estabelece que, no próximo ano, haverá uma única turma em setembro, e serão convocados somente os policiais promovidos a cabo até julho de 2009, o que prejudicaria os militares promovidos depois dessa data. Novo curso de formação de sargentos só seria oferecido em 2018.

Cabo Julio pediu que a resolução da Polícia Militar seja revista. E acrescentou que há expectativa para que um projeto de lei, de autoria do governador, seja recebido na ALMG com o objetivo de que a promoção ocorra em sete anos, e não em oito, como ocorre agora.

Representante da PM explica critérios

O chefe de Seção Estratégica de Recursos Humanos da Polícia Militar, tenente-coronel Osvaldo de Souza Marques, destacou que o número de turmas para formação de sargentos pode variar em cada ano de acordo com a demanda. Ele salientou que as definições são estabelecidas em normas.

“Quem completa o tempo para promoção no primeiro semestre faz o curso no segundo semestre do mesmo ano. Já quem conclui esse prazo a partir do segundo semestre o faz no início do ano seguinte”, explicou.

Marques afirmou ainda que mudar a resolução pode parecer simples, mas isso envolve diversos aspectos. Ele explicou que é necessário um planejamento para a realização dos cursos, pois isso envolve desde a estrutura física até o conteúdo. “Vamos levar as demandas levantadas na audiência e verificar a viabilidade jurídica”, relatou.

Segundo o tenente-coronel, o número absoluto de cabos que pode fazer o curso no próximo ano é de 454. Já para o primeiro semestre de 2018, esse número é de 826.




Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes