Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Sargento Rodrigues incita violência na Assembleia Legislativa


Deputado Hely Tarquínio repudiou incitação à violência

Núcelo de Comunicação Minas Melhor

O deputado Sargento Rodrigues (PDT), que saiu derrotado na disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte ainda no primeiro turno, perdeu a razão durante a sessão do plenário da quinta-feira (17/11) e tentou agredir o líder do Bloco Compromisso com Minas (independente) deputado Agostinho Patrus (PV), que teria questionado a veracidade de sua fala. Desequilibrado, o deputado Sargento desceu da tribuna e partiu para cima de Agostinho Patrus, que só não foi atingido porque foi protegido por outros colegas parlamentares. Ainda nervoso, Sargento falou com a imprense e justificou o seu ato. “Desci da tribuna para ver se o deputado era tão bravo como ele estava esperneando aqui em baixo”, alegando ter sido ofendido.

Agostinho Patrus chamou a atenção para as provocações constantes cometidas por Sargento Rodrigues aos demais colegas dentro da Assembleia Legislativa e disse que a honra do Parlamento Mineiro não pode ser manchada por esse tipo de comportamento. “O deputado Sargento Rodrigues tem procurado intimidar os parlamentares desta Casa, muitas vezes utilizando armas para entrar dentro da Assembleia Legislativa. E não é dessa maneira, vindo armado para as reuniões, que ele vai intimidar os parlamentares”, reforçou. 

Foi a segunda ação de incitação de violência por parte de Sargento Rodrigues na semana. Na quarta-feira (16/11), em questão de ordem solicitada ao presidente da sessão, deputado Hely Tarquínio (PV), ele questionou a proibição da entrada de manifestantes com pedaços de ripas nas galerias da Assembleia Legislativa. “Isso aqui é trágico. Entendo que o homo sapiens, no plenário da Casa, deveria ater-se à prudência para fazer uma discussão racional”, repudiou o presidente.

A incitação de Sargento Rodrigues fez com que parte dos manifestantes agredissem o deputado Paulo Guedes (PT), quando se dirigia para seu gabinete, na porta do Edifício Tiradentes.

O líder do Bloco Minas Melhor, deputado Rogério Correia (PT), emitiu nota de repúdio contra a violência. De acordo com a nota, os agressores estão sendo incitados por deputados da oposição que tentam provocar uma verdadeira guerra no Parlamento mineiro. “Prova disso foi a tentativa dos manifestantes de entrarem na Casa com pedaços de pau”, disse o parlamentar.


Veja a nota na íntegra: 


Nota de repúdio e solidariedade

O líder do Bloco Minas Melhor, deputado Rogério Correia (PT), manifesta total repúdio aos atos de agressividade cometidos na tarde de quarta-feira (16/11), contra  o deputado Paulo Guedes (PT), no momento em que este se dirigia para o seu gabinete no Edifício Tiradentes.

Os atos de violência demonstram a intolerância por parte de um grupo de manifestantes que, instigados por parlamentares da oposição, tentam criar um clima de guerra no Parlamento Mineiro. 

A incitação à violência é tão explícita que, em plenário, houve defesa de entrada nas galerias com pedaço de pau e ripas. Fora houve incitação à ocupação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Rogério Correia reitera total solidariedade ao colega Paulo Guedes e em qualquer circunstância condena o uso da violência por parte de manifestantes contra os deputados do Legislativo Mineiro que defendem a ética e a democracia.


Deputado Rogério Correia - Líder do Bloco Minas Melhor 


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes