Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Mais mulheres na política e mais espaços de poder são defendidos em debate


Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) disse ser importante que as mulheres se “reinventem na luta”.

Por Lívia Laudares

A aprovação da PEC 16/2015, de autoria da deputada Marília Campos (PT), que defende a representação das mulheres na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, foi defendida pela assessora parlamentar da deputada Marília Tiffany, durante o depate sobre a sub representação das Mulheres na Política e seus Efeitos na Sociedade Brasileira, no Cafezinho da ALMG, na sexta-feira (21/10). 

A Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) destacou que “a luta pelo empoderamento deve ser a luta das mulheres”. Ela argumentou que o feminismo é a organização das mulheres para ocupar os espaços que são delas ao lado do homem. Para a senadora, é importante que as mulheres se “reinventem na luta”. Grazziotin evidenciou os esforços que ela e a deputada federal Jô Moraes têm feito no Senado e na Câmara dos Deputados, em Brasília. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 134/2015, que estabelece um percentual mínimo de representação de mulheres no Poder Legislativo, não foi aprovada na Câmara, mas passou no Senado.“Se essa cota de cadeiras existisse, nenhum estado brasileiro poderia chegar a Brasília sem ter pelo menos 10% de mulheres. Muitos estados não tem uma representante em Brasília”, disse a senadora.


Falta de representatividade tucana


Um dos destaques da fala de Vanessa Grazziotin foi a equipe de transição de Dória (PSDB), eleito em São Paulo, que não tem mulheres. Outra gafe lembrada foi de José Serra (PSDB) que em visita ao México, representando o país como ministro de relações exteriores, alertou a chanceler mexicana Claudia Ruiz Massieu sobre o "perigo" que o alto número de parlamentares mexicanas pode oferecer.


Luta das mulheres na ALMG


Representada por sua Assessora Daniela Tiffany, Marília Campos (PT) teve sua proposta novamente exibida. Apesar das dificuldades para a aprovação da PEC 16/2015, a proposta é continuar. “A proposta é criar representatividade para que outras mulheres se espelhem, desde aquela que vai se candidatar a vereadora, deputada, até mesmo presidenta”.




Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes