Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Cidadãos da Região Metropolitana sofrem com falta de examinadores do Detran


Desde o ano passado, a falta de examinadores vem prejudicando a realização de exames para a prova de rua no Detran, dificultando a habilitação de motoristas e renovação de carteiras

Por Ilson Lima


A falta de examinadores para aplicação dos exames de habilitação no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) vem prejudicando a vida dos cidadãos belo-horizontinos e da Região Metropolitana (RMBH) e reduzindo a arrecadação do Estado. A constatação foi feita por representantes das entidades das Autoescolas, que querem discutir a questão na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A audiência pública para debater a questão foi marcada para terça-feira (29/08), na Comissão de Administração Pública (CAP), às 14h30min, a pedido do deputado Cabo Júlio (PMDB)

Para o deputado, que foi procurado por representantes dos examinadores e das autoescolas, a situação piorou com a saída de mais de 100 examinadores, que foram aposentados, e para os quais ainda não houve a recolocação de outros. “Esse fato provocou a redução de 30% no número de vagas para a prova de rua, que é fundamental no processo de habilitação para a aquisição da carteira” ressalva o parlamentar. Cabo Júlio ainda disse que o Estado vem deixando de arrecadar os recursos provenientes das taxas pagas pelos usuários e as empresas de autoescolas.

A Chefe da Divisão de Habilitação do Detran-MG, Carolina Bechelany, afirmou que no interior do estado a situação já foi resolvida e que o problema se restringe à RMBH. Ela garantiu que 220 examinadores estão sendo treinados e devem estar prontos para o trabalho até o final de setembro. Em outubro, segundo ela, não haverá mais fila e nem remarcação para os exames. 

Presidente do Sindicato dos Proprietários das Autoescolas, Rodrigo Fabiano da Silva pediu que o Detran-MG solução o problema o quanto para a recuperação da saúde financeira das empresas. “O que queremos é simplesmente que o Detran normalize o número de vagas para que possamos voltar a trabalhar normalmente, sem prejuízo financeiro das empresas e do processo de habilitação dos candidatos”, solicitou.

Para o debate a comissão convidou o secretário de Estado de Fazenda, José Afonso Bicalho Beltrão da Silva; o chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, João Octacílio Silva Neto; a chefe do Departamento de Trânsito de Minas Gerais, Ana Cláudia Oliveira Perry; o delegado de Polícia Civil da 1ª e 2ª Delegacias Especializadas de Apuração do Ato Infracional, Hugo e Silva; o vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais, Antônio Marcos Pereira; o vereador de Malacacheta, Wanderson Alves Pinheiro; a diretora da Auto Escola Opção - Santa Luzia, Eliane Vieira de Sales; os instrutores da Auto Escola Ribeiro - Santa Luzia, Fabio Alex Soares da Silva e Cristiano Geraldo Nonato; os instrutores de Auto Escola, Evandro Telles Diniz, Edesio Soares de Jesus, Robson Ferreira Santana e José Antônio Gomes de Oliveira; os diretores da Auto Escola Ouro Minas, Willian Ricardo dos Santos e Fabiano Tadeu Leos; o instrutor de Auto Escola Eliana, Reginaldo Francisco de Assis; e a diretora da Auto Escola Patagônica, Carla Teixeira Souza.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes