Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Comissão de Segurança propõe ampliar identificação de clientes na rede hoteleira


Movimentação de turistas durante Olimpíadas exige reforço na segurança dos hotéis

Por Ilson Lima

Ampliar o controle na identificação dos clientes na recepção dos hotéis e integrar as atividades policiais na segurança desses estabelecimentos foram as duas propostas aprovadas na reunião da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de terça-feira (14/06). A audiência foi requerida a pedido do vice-líder do governo deputado Cabo Júlio (PMDB), motivado pelo atentado à apresentadora de TV Ana Hickmann, em um hotel na Zona Sul de Belo Horizonte. Em 20 de maio, ela foi mantida sob a mira de um revólver por um fã, que acabou morrendo após ser baleado.

O atentado à apresentadora foi considerado atípico pelos convidados da audiência. “Apesar disso, teremos os Jogos Olímpicos Rio 2016, o maior evento esportivo do mundo, que tem uma expectativa de trazer um milhão de turistas ao País. Isso nos leva a ampliar a segurança nesses estabelecimentos”, afirmou Cabo Júlio. A sugestão do parlamentar é de que junto à ficha de identificação dos hóspedes sejam anexados seus documentos pessoais apresentados no momento do check-in. “Essas medidas visam identificar pessoas com atos suspeitos e que possam culminar em situações que gerem insegurança para os clientes, turistas e a população”, defendeu. Cabo Júlio propôs ainda que a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) crie um protocolo de acesso exclusivo para que a rede hoteleira cheque informações de hóspedes suspeitos durante os jogos. O mecanismo seria disponibilizado nos portais das polícias e teria caráter excepcional, enquanto durasse o evento. 

O assessor-chefe da Seds, coronel Marcelo Corrêa, afirmou que o governo estadual está trabalhando de forma integrada com todas as forças de segurança, hotéis, e as prefeituras das cidades onde haverá eventos ou que receberão delegações ou o comitê organizador. Ele anunciou que está sendo elaborado um protocolo específico para esse momento e sugeriu aos hotéis reforçar a segurança privada e melhorar a capacitação de seus funcionários para o reconhecimento de objetos suspeitos. 

O gerente-geral do Hotel Mercure, Rodrigo Mangerotti, afirmou que o estabelecimento já segue os padrões internacionais de segurança, tendo uma coordenação geral no Brasil que atua em sintonia com as forças de segurança pública. Segundo ele, há rotinas de prevenção contra atos de terrorismo físico e químico, além de planejamento específico para eventos.“A empresa segue um protocolo internacional, que inclui registro dos hóspedes, monitoramento de 100% das áreas dos hotéis e vistorias de rotina”, explicou. Em relação aos Jogos Olímpicos, garantiu que tem sido feita uma preparação especial, assim como houve na Copa do Mundo de 2014. “Belo Horizonte é uma cidade segura e o que houve com a Ana Hickmann foi um fato isolado”, avaliou.

A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais, Patrícia Azevedo Coutinho, reconheceu que é preciso zelar pela segurança de todos, preservando o direito de privacidade dos hóspedes. Ela garantiu que o estabelecimento onde ocorreu o atentado segue todas as normas de segurança e que, por isso, é seguro dizer que foi um fato fora do normal, que poderia ter acontecido em um shopping, uma praça ou em qualquer outro local de circulação de pessoas. “Não é justo penalizar os hotéis. O histórico mostra que a segurança é boa, tendo em vista que a equipe é capacitada e que há uma preocupação com a prevenção contra atos de violência”, alegou. Ainda assim, comprometeu-se a sugerir ao segmento hoteleiro que reforce a identificação dos hóspedes, em especial durante os Jogos Olímpicos.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes