Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Municípios com baixo IDH querem prioridade em projetos de energia solar


Em Juazeiro, micro usinas têm potencial para alimentar 3,6 mil residências

Núcleo de Comunicação Minas Melhor

Foto: Divulgação


A dificuldade dos gestores dos municípios mais pobres em desenvolver projetos de eficiência energética e, consequentemente, conseguir recursos junto à Cemig para a implantação deles motivou o deputado Dr. Jean Freire (PT) a solicitar à diretoria da estatal a implantação de um projeto piloto de micro usina solar em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O presidente da Associação dos Municípios do Médio Jequitinhonha (Amej), Marlio Costa, prefeito de Jenipapo, defendeu critérios mais justos na distribuição dos recursos por meio de chamamento público. “Não temos condições de desenvolver esses projetos, por isso precisamos do apoio para a nossa região que já vive uma realidade de tragédia social causada pela fome e seca”, destacou.

Especialista em eficiência energética da Cemig, Raniere Coelho argumentou que as dificuldades devem-se a uma “mudança de cultura”, provocada por novos critérios determinados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para a seleção dos projetos. "O processo é semelhante ao de uma licitação pública e exige uma vasta documentação”, explicou.

Para o deputado Dr. Jean, autor do requerimento que deu origem à audiência pública, os critérios sociais têm que ser considerados com maior importância. “Como sempre digo, os mais necessitados têm de ser tratados de maneira diferente, com maior sensibilidade”, disse.

O parlamentar ressaltou que os vales do Jequitinhonha e do Mucuri são regiões com muito sol e pouca chuva, o que favorece a implantação de equipamentos para aproveitamento da energia solar em larga escala. “É uma maneira de melhorar a vida das pessoas e de reduzir os custos da energia nas indústrias e nas residências”, ponderou.


Necessidade de ajustes

Ranieri Coelho afirmou que a chamada pública para projetos de eficiência energética lançado na quarta-feira (07/06), apresenta melhorias em relação ao edital de 2015. Ele garantiu que a companhia não está cerceando a participação de instituições públicas ou do poder público e disse que são possíveis alterações no edital.

Para garantir modificações, Jean Freire apresentou requerimentos que serão encaminhados à Cemig e à ANEEL. “Vamos solicitar providências para que os recursos do plano de eficiência energética sejam destinados prioritariamente aos municípios dos vales do Jequitinhonha, do Mucuri e do Norte de Minas”, ressaltou.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes