Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Proposta do governo é aceita e servidores da Funed encerram greve


Os trabalhadores conquistaram o abono dos dias parados

Por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), o governo do Estado fechou acordo com os trabalhadores da Fundação Ezequiel Dias (Funed), que encerram greve após 25 dias paralisados. A proposta que pôs fim a movimentos foi assinada pelo secretário-adjunto e pela chefe de gabinete da Seplag, respectivamente Wieland Silberschneider e Lígia Maria Alves Pereira, e pelos trabalhadores da Funed, André Moreti e Renato Barros.

Entre as principais conquistas dos trabalhadores estão a jornada de 36 horas de trabalho semanais e o abono dos dias parados. 

Um dos interlocutores no processo de negociação, o deputado Rogério Correia (PT) afirmou que o resultado foi um avanço para a categoria e a sociedade. “A Funed volta à normalidade, com um bom acordo para os dois lados, já que não significa mais despesas para o governo nesse momento de crise, e também para os servidores, que conquistaram suas demandas praticamente na totalidade, lembrando que eles compartilham de outros benefícios obtidos pelos trabalhadores da saúde”, explicou.

Trabalhador da Funed e diretor do Sind-Saúde, André Moreti considera que o acordo foi bom para a categoria no contexto da greve deste ano. “A categoria achou o acordo razoável, eu acho que, se considerarmos o contexto da luta deste ano, no final das contas o acordo foi além do razoável”, avaliou.

O acordo prevê os seguintes pontos:

1 — 36 horas de trabalho, distribuídas de segunda-feira a sexta-feira, em regime de 7 horas e 12 minutos por dia, mais 4 horas serão dedicadas à educação permanente dos trabalhadores;

A organização do trabalho e a definição de metas e indicadores por serviço se dará por meio de um grupo gestor

2 — será feito um plano de ação, em até 15 dias, para definir como o processo será implementado. Esse plano de ação será elaborado por representantes do sindicato dos trabalhadores (Sind-Saúde), da Funed e da Seplag;

3 — o prazo para implementar a proposta começa em julho de 2016 e será definido pelo plano de ação e não deve ultrapassar julho/2017;

4 — o plano de ação será apresentado às direções da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da SEPLAG;

5 — serão considerados abonados os dias parados assumindo, os trabalhadores, o compromisso de repor o serviço em atraso.




Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes