Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Douglas Melo e Rogério Correia defendem acordo entre estado e servidores das SREs

Núcleo de Comunicação Minas Melhor


O deputado Douglas Melo (PMDB) propôs na quinta-feira (05/05) em audiência pública da comissão de Educação, Ciência e Tecnologia a criação de uma “força-tarefa”, que possa auxiliar o estado a resolver entraves com os servidores das Superintendências Regionais de Ensino (SREs). A categoria pede adequação nas tabelas das carreiras, o reajuste de 8% para técnicos e 5% para analistas, o que seria o início da correção salarial, além do cumprimento de um acordo firmado após a greve realizada no ano passado.

Vice-presidente da comissão, o parlamentar sinalizou a importância do diálogo que o governo vem mantendo com os servidores, mas defendeu uma maior proximidade da secretaria de Estado da Educação com a categoria. Para o deputado Rogério Correia (PT), que também acompanhou a audiência, essa relação pode fazer com que o governo Pimentel realize profundas mudanças na Educação em Minas Gerais. “As superintendências sempre foram tratadas de forma repressiva e eram desvalorizadas. É preciso um esforço maior da secretaria, apesar das dificuldades econômicas”, ponderou.

A dificuldade foi exposta pela superintendente de Administração de Pessoal da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Gabriela Siqueira, que apontou a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) como um limitador para o estado. “Infelizmente esbarramos em um detalhe jurídico que é a LRF, que está desatualizada, coloca restrições para o trabalhador e engessa o estado. Estou há 10 anos no governo e posso falar com propriedade que o que era um choque de gestão, hoje é um choque de realidade que estamos enfrentando. Por 12 anos os servidores ficaram à margem da realidade”, disse.

O descaso da gestão tucana, que deixou um histórico de prejuízos para o estado, também foi pontuado pelo chefe de gabinete da secretaria de Estado de Educação (SEE), Hércules Macedo. “Estamos descobrindo distorções históricas no sistema de Educação, mas estamos empenhados em resolvê-las e dar respostas aos servidores”.

A audiência teve o acompanhamento da presidente da CUT-MG e do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (Sind-UTE), Beatriz Cerqueira. Ela disse que a greve deu visibilidade aos servidores da SREs, que não eram ouvidos pelos governos do PSDB, mas ponderou dizendo que o governo precisa cumprir com o acordo feito com a categoria.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes