Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Preso ex-prefeito acusado de crimes que motivaram criação de Comissão da Prostituição Infantil

Foi preso no Pará, o ex-prefeito de Taiobeiras (MG) Joel Cruz Santos, acusado de estuprar menores. As denúncias contra ele motivaram a criação de uma Comissão Especial da Prostituição Infantil na Assembleia Legislativa, em 2001, atendendo a requerimento do deputado Rogério Correia (PT), hoje líder do Bloco Minas Melhor. Com 76 anos, o ex-prefeito vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual de crianças e adolescentes, podendo ser condenado a mais de 30 anos de prisão. Detido na semana passada em uma de suas fazendas, Joel foi apresentado na segunda-feira (04/04) pela Polícia Civil.

Seis vítimas, com idades entre 5 e 17 de anos, do ex-prefeito já foram identificadas pela polícia. Segundo o delegado Alessandro Lopes as próprias mães levavam as filhas para os atos sexuais com Joel que, segundo as investigações, pagava de R$ 20 a 200 pelas práticas. Joel será encaminhado ao Presídio Regional de Montes Claros.

A suspeita de envolvimento do então prefeito da cidade no esquema de prostituição infantil foi exatamente o motivo para que o deputado Rogério Correia apresentasse, em outubro de 2001, requerimento para criação da comissão especial. O parlamentar recebeu denúncia de vereadores de Taiobeiras, que acusaram o delegado local de ser omisso por deixar de apurar as queixas contra o prefeito. Inquéritos policiais e do Ministério Público, processos judiciais, relatórios da Secretaria de Estado do Trabalho, Ação Social e da Criança e do Adolescente (Setascad) embasaram os trabalhos da comissão.

No relatório final, a comissão presidida por Rogério Correia pediu a “agilizaçãopelos órgãos investigativos, judiciais e administrativos, das providências de apuração das denúncias existentes contra 22 pessoas, entre elas, o ex-prefeito. Desde outubro de 2015, a prisão preventiva dele havia sido decretada pelo juiz da comarca de Taiobeiras, Marcelo Bruno Duarte. Ele foi preso em uma de suas fazendas, no município de Curionópolis, no Pará. O acusado é também empresário, dono de empresas de cerâmica e fazendas.

As investigações dão conta de que o ex-prefeito também é suspeito de um atentado contra o conselheiro tutelar Ronaldo Saturnino, que foi alvejado a tiros em uma estrada rural, há cerca de oito anos. Na época, houve a suspeita de que o mandante do atentado teria sido o ex-prefeito, mas as investigações não conseguiram provar nada contra ele. 


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes