Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Oposição é derrotada duas vezes na Comissão de Saúde


No entendimento da maioria da Comissão de Saúde, os dois requerimentos rejeitados mais provocava do que ajudava

Por Ilson Lima

Por três votos a dois, a maioria dos parlamentares da Comissão de Saúde rejeitou dois requerimentos propostos por seu presidente, deputado Arlem Santiago, na quarta-feira (23/03). As proposições foram entendidas como provocação pelos deputados Doutor Jean Freire (PT), Geraldo Pimenta (PCdoB) e Glycon Franco (PV).

No primeiro requerimento rejeitado, os deputados Arlen Santiago (PTB) e Carlos Pimenta (PDT) pediam a realização de audiência pública com a presença da ex-deputada Maria Tereza Lara e do deputado federal Adelmo Carneiro Leão para esclarecimento do conteúdo de uma reunião extraordinária da Comissão de Direito Humanos, realizada em 23 de maio de 2014, na qual foi discutida a situação dos moradores das antigas colônias de hanseníase. Maria Tereza e o deputado federal teriam defendido que os moradores das colônias pagassem as contas referentes ao consumo de água e energia elétrica.

No encaminhamento contra o requerimento, o deputado Doutor Jean Freire afirmou que não havia necessidade nenhuma da presença das pessoas convidadas, já que a Assembleia Legislativa tem as notas taquigráficas, pelas quais se pode saber o conteúdo das reuniões e audiências públicas.

No segundo requerimento rejeitado, os mesmo parlamentares oposicionistas solicitaram que o governador Fernando Pimentel suspendesse o pagamento de jetons aos secretários de Estado, até que seja restabelecida o equilíbrio do orçamento estadual e que esse recurso seja utilizado para o pagamento das contas de água e energia elétrica das antigas colônias de hanseníase.

Novamente, no encaminhamento contra, Doutor Jean Freire disse que a proposição era de fundo demagógico, já que, na sua opinião, cortar jeton não vai resolver o problema da saúde. “Além do mais, os deputados que propuseram a medida deveriam pedir para cortar seus próprios benefícios, como auxílio moradia e outros que recebem”, frisou.

Segundo ele, “é muito fácil pedir para cortar benefícios dos outros, e não os seus, e de mais a mais, a calamidade que esses deputados falam que existe na saúde foi encontra quando o governador Fernando Pimentel assumiu o Estado”, completou.






Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes