Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Abastecimento em Esmeraldas torna-se prioridade para a Copasa


Copasa vai ampliar rede de abastecimento da RMBH

Núcleo de comunicação Minas Melhor

Foto: Divulgação

Apontada como prioridade pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais, o município de Esmeraldas deverá receber da Copasa um plano de ação que possa resolver os problemas de abastecimento de água e de saneamento básico. “Vamos priorizar o município na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), mas vamos agir dentro da nossa disponibilidade orçamentária”, explicou a presidenta da Companhia, Sinara Meirelles.

Os problemas do município foram discutidos na quarta-feira (02/02) durante audiência pública realizada pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa. De acordo com a deputada Marília Campos (PT), dos cerca de 5 milhões de habitantes da RMBH, 97% são atendidos com abastecimento de água. “Mas ainda temos problemas e, entre eles, Esmeradas”, ressaltou. No município, cerca de 10% da população depende de abastecimento por meio de caminhão-pipa ou poço artesiano. Além disso, 17% não tem coleta de esgoto, o que dificulta o processo de urbanização.

Para solucionar o problema, a Copasa deverá trabalhar em parceria com os poderes legislativo e executivo do município para tentar resolver pequenos problemas como o abastecimento de água, por meio de caminhão-pipa e melhoria dos poços artesianos, além do atendimento que a Copsa oferece à população.

O diretor de operação da Copasa, Rômulo Perilli, disse que o projeto para esmeraldas prevê a extensão integrada do sistema de abastecimento da região metropolitana. “Com isso poderemos atender às famílias que vivem às margens da BR 040, para que elas passem a não depender mais de poços artesianos”, explicou.

Enquanto a Copasa trabalha no desenvolvimento do projeto, a Comissão de Meio Ambiente, juntamente com os diretores da Companhia, vereadores e prefeitura municipal, deverão se reunir no próximo dia 15 de abril para discutir outras ações imediatas. A Cemig, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica, também deverá ser convidada, já que houve reclamação por parte dos moradores, da falta de energia para o bombeamento de água de alguns poços artesianos.

Saneamento básico em Contagem

A deputada Marília Campos relatou também a sua preocupação quanto ao serviço de saneamento básico em Contagem e cobrou atenção aos mananciais do Vargem das Flores, represa que serve de abastecimento de água para a região metropolitana de BH. “Precisamos agir preventivamente concluindo as estações elevatórias e com isso interligar a rede de esgoto de bairros próximos, como o de Tupã, por exemplo”, relatou.

O diretor de operação da Copasa, Rômulo Perilli, explicou que já foram investidos R$ 16 milhões mas que a empresa responsável pela construção da estação no bairro Barroquinha. Em contrapartida ele disse que a estação do estaleiro deve entrar em operação ainda este mês. “Estamos tratando esses empreendimentos como prioridade em Contagem”, ressaltou.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes