Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Nova audiência quer esclarecer participação de delegada em flagrante


Deputados fecharam questão sobre a necessidade do comparecimento da delegada à ALMG


Por Ilson Lima

Os deputados da Comissão de Segurança Pública aprovaram na reunião de terça-feira (16/02) uma nova convocação da delegada Cleide de Oliveira Fiorillo, lotada na Polícia Civil de Jequeri (Zona da Mata). Pela terceira vez ela deixou de comparecer à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para esclarecer sua participação em ocorrência registrada no passado, em Rio Casca, municípío da região, na qual é acusada de não ratificar um auto de flagrante feito pela Polícia Militar.

No episódio, ocorrido em 1º de dezembro de 2015 no município de São Pedro dos Ferros e que está sendo apurado pela Corregedoria de Polícia Civil, dois jovens foram presos em flagrante em operação da Polícia Militar, após serem abordados em um posto de gasolina e tentarem fuga. Na perseguição, um dos jovens foi ferido no joelho por disparo de arma de fogo. Eles portavam um revólver calibre 32, com munições picotadas, e munições de calibre 38, além de um tablete de maconha.

Levados para a 26ª Delegacia da Polícia Civil de Rio Casca, os rapazes foram liberados pela delegada Cleide Fiorillo. No dia seguinte, os mesmos infratores foram presos novamente pela PM, em companhia de outros dois jovens, quando estavam em um automóvel. Os parlamentares da Comissão de Segurança Pública avaliam que havia consistência para que a delegada ratificasse a prisão em flagrante dos infratores.

O requerimento da nova convocação foi assinado pelos cinco titulares da Comissão, deputados Sargento Rodrigues (PDT), João Leite (PSDB), Cabo Júlio (PMDB), João Alberto (PMDB) e Professor Neivaldo (PT), que consideraram grave a atitude da delegada na ocorrência, o fato dela ser reicindente no comportamento, inclusive na ausência às convocações do Legislativo.

Após criticarem a ausência da delegada, os parlamentares deram o prazo de mais de um mês para que a delegada compareça à audiência pública agendada para o dia 22 de março, a partir das 9h. Um dos membros da comissão, o deputado Cabo Júlio (PMDB), vice-líder do governo, assumiu o compromisso de fazer o possível para trazer a policial à próxima reunião. A escrivã disse que relatou à delegada, em conversa por telefone, o contexto em que os jovens foram autuados em flagrante, ms que mesmo assim a delegada os liberou. A escrivã não quis esclarecer detalhes sobre a participação da delegada, alegando que havia sido orientada por seu advogado para não fazê-lo, já que o caso estaria sendo apurado pela Corregedoria Geral de Polícia Civil.

Há mais sete denúncias que envolvem a policial em improbidade administrativa, algumas feitas pelo Ministério Público, em situações em que ela teria deixado de ratificar flagrantes. Na audiência de 16 de dezembro, os poliiciais militares envolvidos prestaram depoimento à Comissão sobre o fato.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes