Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Marília cobra do PSDB responsabilidade pela falência do estado

Núcleo de comunicação Minas Melhor

Foto: Guilherme Dardanhan

Depois de ouvir deputados da oposição colocarem o endividamento do estado como empecilho para o desenvolvimento de Minas Gerias, a deputada Marília Campos (PT) assumiu a tribuna da Assembleia Legislativa e disse que está na hora do PSDB reconhecer a responsabilidade pelo estrago causado durante os 12 anos que governou o estado. “No ano passado discutimos a Lei 100 que culminou, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF), na demissão de milhares de servidores. Parece que a culpa foi do governo Pimentel, mas não vejo aqui a oposição lembrar que quem criou a lei 100 foi o governo de Aécio Neves”, disse.

Marília lembrou que a ação do ex-governador foi uma manobra para que o estado não pagasse uma dívida de cerca R$ 15 bilhões com o INSS, e não para beneficiar os servidores ou melhorar a Educação. “Se pagasse essa dívida, ele (Aécio) não poderia recorrer aos inúmeros empréstimos feitos pelo estado, que ajudou a fazer com que Minas Gerais tivesse hoje o deficit de mais de R$ 8 bilhões. E esse não é um problema criado agora, mas que o governador Fernando Pimentel está trabalhando para resolver”.

Marília lembrou ainda do caos em que a Saúde Pública foi deixada pelos governos tucanos. “O maior problema não foram as obras dos hospitais regionais que estavam paralisadas, o principal deles é que o governo anterior não aplicava recursos suficientes na Saúde em Minas Gerias. Não cumpriam nem os limites constitucionais”, lembrou.

O líder do governo, deputado Durval Ângelo também rebateu a oposição e lembrou que os problemas de hoje foram criados pelo que chamou de mitos publicitários: “choque de gestão e deficit zero”. Para ele Minas Gerias nunca teve um choque de gestão. “Pimentel pegou um estado com 600 escolas com risco de desabamento e com oito bloqueadas. Nenhum hospital regional concluído e a segurança pública sucateada e com os índices que nós conhecemos, com o aumento da criminalidade”, disse.


Durval rebateu ainda o mito do deficit zero. “Mostramos, em abril do ano passado, que havia um deficit de R$ 7,2 bilhões que era mascarado pelos governos tucanos. Por isso para entender o presente é preciso olhar para o retrovisor e lembrar das irresponsabilidades e má gestão de 12 anos de governo tucano em Minas Gerais”.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes