Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Governo cria comitê de enfrentamento à Dengue e lança site para orientar a população


Informações estão disponíveis em: www.saude.mg.gov.br/dengue

Foto e texto: Agência Minas Gerais

O estado de Minas Gerais começou o ano contando com o trabalho de um Comitê de Enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. A medida foi tomada pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, no final de dezembro.

De acordo com a Agência Minas Gerais, o comitê deverá desenvolver ações destinadas ao controle do vetor e reduzir a incidência dessas doenças. O grupo será coordenado pelo vice-governador, Antônio Andrade, e terá a participação do secretário de Estado de Saúde, Fausto Pereira dos Santos, além de representantes de outros órgãos estaduais.

Além de assinar decreto criando a comissão, Pimentel também anunciou a liberação de mais R$ 30 milhões para reforçar a atuação dos agentes de endemias, agentes comunitários de saúde e desenvolver ações de assistência nos municípios em situação de alerta devido à presença do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças. Outros R$ 36 milhões já foram disponibilizados em novembro pelo governo com o mesmo objetivo.

“Estamos diante de um quadro singular na questão da dengue. Felizmente em Minas Gerais não há casos de Chikungunya e Zika Vírus identificados ainda. Os sete casos confirmados de Chikungunya foram importados de outros estados. Mas temos 187 mil casos de dengue (confirmados e suspeitos) e, como o agente transmissor dessas doenças é o mesmo, não podemos relaxar com essa questão”, destacou o governador.

Em encontro com os integrantes do comitê, Pimentel determinou a convocação dos prefeitos dos quatro municípios considerados em situação crítica devido a presença do vírus e do mosquito da dengue. São eles: Pará de Minas, Governador Valadares, Ubá e Bom Despacho. Também deverão ser chamados os prefeitos das outras 64 cidades em estado de alerta em Minas Gerais.

Os dados seguirão a nova metodologia sugerida pelo Ministério da Saúde, que engloba também os casos suspeitos da doença.

Orientação aos cidadãos – Ainda no final do ano passado o governo lançou uma página na internet com orientação específica sobre as doenças transmitidas pelo mosquito, que pode se reproduzir inclusive nos quintais das casas. O hotsite, segundo a Agência Minas, faz parte da campanha “10 Minutos Contra a Dengue”, idealizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), com o objetivo de manter a população em alerta contra a presença do Aedes aegypti.

"O objetivo é informar a população de forma rápida e com fácil acesso a respeito das doenças que circulam no país e que são transmitidas pelo mosquito, além de sua forma de controle e possíveis complicações”, diz Geane Andrade, coordenadora do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue da SES-MG.

Além de trazer informações sobre a prevenção e de mobilização social no controle e enfrentamento ao mosquito, o site apresentará, semanalmente, informes epidemiológicos da dengue e da situação da febre Chikungunya em Minas Gerais.

Os dados seguirão a nova metodologia sugerida pelo Ministério da Saúde, que engloba também os casos suspeitos da doença.

O cidadão poderá encontrar também o material gráfico da campanha “10 minutos Contra a Dengue”. É permitida a reprodução do conteúdo, desde que citada a fonte, ou seja, o endereço do site www.saude.mg.gov.br/dengue


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes