Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Documento aponta diretrizes para retomada do crescimento econômico


Parlamentares e convidados defendem as propostas apresentadas pelo documento

Núcleo de Comunicação Minas Melhor

Foto:Raíla Melo/ Assessoria de Comunicação ALMG

O economista e presidente da Fundação Perseu Abramo, Marcio Pochmann, defendeu na segunda-feira (30/11) a retomada da industrialização nacional como uma das alternativas para a recuperação do crescimento da economia do país. “Uma industrialização que seja sustentável”, pontuou ele ao falar sobre o documento “Por um Brasil mais Justo e Democrático”, lançado na Assembleia Legislativa de Minas Gerias, em reunião conjunta das Comissões de Trabalho, da Previdência e da Ação Social e de Participação Popular, presididas pelos deputados Celinho do Sinttrocel (PCdoB) e Marília Campos (PT).

O documento, elaborado com a participação de mais de 200 especialistas de todo o país relata ações que possam, a curto prazo, rever o processo de recessão pela qual o país vem passando e a retomada do crescimento com o destravamento dos investimentos públicos e privados. “O Brasil está completamente paralisado o que afeta fundamentalmente os investimentos na Petrobrás, nos portos, aeroportos, estradas, ferrovias e em toda a nossa infraestrutura. Então o país precisa investir rapidamente nisso para que volte a crescer, mas ao mesmo tempo esse crescimento tem que ser qualificado por intermédio do reestimulo da industrialização nacional, pois sem indústria o Brasil não consegue gerar emprego de qualidade e nem progredir do ponto de vista técnico”, disse o economista.

Pochmann defendeu também a reconstrução do Estado brasileiro que, segundo ele, ainda não sabe tributar as pessoas mais ricas. “Precisamos enfrentar as mazelas nacionais melhorando a forma de arrecadação e os gastos. Temos despesas parciais com a saúde, educação, trabalho, ou seja, uma fragmentação do Estado. O que o documento nos mostra é que precisamos de um estado mais social, que articule os investimentos e as ações nas diferentes áreas.

A relação com os países vizinhos é outra alternativa apresentada no documento. Para o economista, enquanto existe uma “disputa ferrenha” entre China e EUA, os países sul-americanos precisam fortalecer as suas relações econômicas já que, para ele, essa é uma região que pode vir a ser um novo polo de desenvolvimento mundial, com o Brasil sendo uma grande potência da América Latina.

 

Por um Brasil mais Justo e Democrático

O documento que começou a ser construído em 2014 com a participação de centenas de pessoas entre elas economistas, cientistas políticos, urbanistas, educadores, sanitaristas, ambientalistas e outros diferentes especialistas, é considerado um embrião. “Estamos apresentando diretrizes que têm o intuito criar um projeto nacional. Por isso entregamos esse documento para a presidenta da república, ministros, presidentes de partidos e vamos continuar debatendo o seu conteúdo com a sociedade. O que queremos é montar uma força política que possa defender esse documento através do apoio popular”, disse Pochmann.

Segundo o secretário-geral do Fórum 21, Joaquin Palhares, esse debate já está acontecendo no interior e na capital paulista, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal e lembrou que, no próximo dia 10, na Casa dos Jornalistas, as discussões acontecerão em Belho Horizonte. Cidades como Porto Alegre, Salvador e Recife serão as próximas capitais percorridas.

As instituições responsáveis pela elaboração do documento (Brasil Debate, Centro Internacional Celso Furtado de Políticas Para o Desenvolvimento, Fórum 21, Fundação Perseu Abramo, Le Monde Diplomatique Brasil, Plataforma Política Social e Rede Desenvolvimentista) defendem um debate amplo, plural e suprapartidário com a participação de toda sociedade civil organizada.

Além dos presidentes das comissões os deputados estaduais Geisa Teixeira (PT), Dr. Jean Freire(PT), Paulo Lamac (PT), Professor Neivaldo (PT), Rogério Correia (PT), os federais Jô Morais (PCdoB), Adelmo Leão (PT) e o Secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda, também participaram do lançamento.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes