Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Paulo Guedes defende diálogo com moradores atingidos por obra em córrego da capital

Núcleo de Comunicação do Bloco Minas Melhor

Foto: PBH / Divulgação

A revitalização do entorno do Córrego Bonsucesso, em Belo Horizonte, vai proporcionar qualidade de vida à população do bairro Araguaia, na região do Barreiro. Apesar de reconhecerem a importância da obra, moradores da área reivindicam participação popular na elaboração do projeto que vai nortear as intervenções. O assunto foi discutido pela Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa na terça-feira (28/08). Para o presidente do colegiado, deputado Paulo Guedes (PT), é preciso equilibrar as demandas da população e os requisitos necessários para a execução da obra.

“Fico feliz pela Prefeitura de Belo Horizonte estar tomando providências para a efetivação da obra, que já faz parte do orçamento do município. Mas, ao mesmo tempo, é preciso que haja um diálogo com a comunidade. As pessoas precisam saber, de fato, o que vai acontecer”, frisou o parlamentar.

A obra é conduzida pelo Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte (Drenurbs), ligado à Prefeitura da capital. Além de completar canalizar o esgoto que passa pelo córrego, a ideia é utilizar as margens para construir uma via e um calçadão. Dessa forma, a Rua Marselhesa será transformada em avenida.

Reclamações - Perisvaldo Rodrigues da Silva, presidente da Associação Comunitária Força Viva, que representa as redondezas do bairro Araguaia, protestou contra a ausência de diálogo entre o executivo municipal e os moradores da área. As reclamações foram endossadas pelo público presente à audiência.

“A associação e os moradores não foram chamados para discutir o projeto”, enfatizou Perisvaldo, mencionando a ausência de um trabalho social que pudesse auxiliar os moradores que vão precisar deixar suas residências.

Ainda segundo ele, a prefeitura considera que os terrenos localizados no entorno do Córrego Bonsucesso foram invadidos, o que diminui o valor das indenizações a serem pagas àqueles que vão se mudar ou mesmo ter seus terrenos modificados.

“Os terrenos não foram invadidos. Todos têm contrato de compra e venda. A Prefeitura está avaliando os terrenos com valores de 25 anos atrás”, comentou.

O dirigente relatou ainda ter ido à sede da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) solicitar os mapas que baseiam a intervenção no bairro Araguaia. No entanto, além de ter o pedido negado, Perisvaldo disse ter sido agredido verbalmente por Henrique de Castilho Marques de Sousa, superintendente do órgão.

Importância - Apesar das queixas feitas por moradores, Paulo Guedes ressaltou a necessidade da obra na Bacia do Córrego Bonsucesso.

“É uma região onde o poder público precisa estar presente. Os moradores convivem com esgoto à céu aberto e mal cheiro. É inacreditável que as pessoas consigam sobreviver ali e que exista, dentro da capital do estado, uma região tão sofrida e abandonada”, afirmou.

O parlamentar aproveitou para lembrar que a comissão vai servir como “ponte” entre os cidadãos e o poder público.

Presenças - A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) já vem trabalhado em prol de melhorias no Córrego Bonsucesso. O fato foi lembrado por Fernando César Zanette, coordenador do Setor Técnico do Distrito Regional Sudeste do órgão.

A Sudecap foi representada por Frederico Luciano Santos, engenheiro da Diretoria de Gestão de Águas.

Ao fim da audiência, ficou acertado que representantes do município vão se reunir com os moradores do Araguaia no próximo dia 12.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes