Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Dr. Jean cobra asfaltamento de trechos da BR-367 para impulsionar desenvolvimento do Jequitinhonha

Núcleo de Comunicação do Bloco Minas Melhor

Foto: Assessoria de Comunicação - Dep. Dr. Jean Freire

A ausência de asfalto em trechos da BR-367, que liga Minas Gerais ao litoral da Bahia, prejudica o desenvolvimento socioeconômico do Vale do Jequitinhonha. Essa é a avaliação do presidente da Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa, deputado Dr. Jean Freire (PT). A pedido dele, o colegiado promoveu, na segunda-feira (09/07), uma audiência pública para debater a situação da estrada. O problema afeta trechos da rodovia que vão de Almenara à Salto da Divisa e de Minas Novas à Virgem da Lapa.

A falta de estrutura da via tem preocupado lideranças e moradores da região. “Já existiram casos em que pacientes precisaram ir para hospitais de avião, pois em determinados períodos a ambulância não pode transitar pela estrada de terra. Há lama quando chove no Jequitinhonha e poeira nas outras épocas do ano”,  comentou Dr. Jean, lamentando a dificuldade de locomoção que os quilômetros de chão batido proporcionam aos moradores das cidades que circundam a BR-367.

Segundo o parlamentar, as condições precárias da estrada impedem a circulação de ônibus pelos trechos sem asfalto, obrigando os moradores a desembolsar altas quantias para o pagamento de táxis e similares. O problema também dificulta a rotina dos alunos da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), que precisam enfrentar um tortuoso caminho até a instituição.

Ainda de acordo com Dr. Jean, a pavimentação vai impulsionar a agricultura do Jequitinhonha, que sofre para transportar aos grandes centros a produção local. “A atividade econômica fica muito prejudicada, haja vista que há prejuízo para o escoamento da produção agrícola”, disse.

Racismo - Idealizada por Juscelino Kubitschek há mais de 70 anos, a BR-367 nunca foi concluída. O trecho entre Minas Novas e Virgem da Lapa é constituído por muitas comunidades com histórico quilombola e predominância de população negra. No município de Chapada do Norte, por exemplo, 92% dos habitantes são negros.

Fazendo menção ao fato, Dr. Jean questionou a existência de possíveis elementos discriminatório na forma como a situação é tratada.  “Queremos debater e questionar ao Ministério Público se não trata-se de racismo institucional”, frisou o deputado.

Liliana de Mendonça Porto, professora de Antropologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), recorreu à Constituição Federal para reiterar a necessidade do asfaltamento de parte da BR.

“É evidente a relevância histórica e cultural das cidades envolvem o trecho entre Minas Novas e Virgem da Lapa”, ressaltou, citando ainda as cidades de Chapada do Norte e Berilo. A antropóloga pontuou que a revitalização da estrada é essencial para preservar as atividades e ritos praticadas nos municípios.

Simbolismo - Para Anísio Soares, que representou o Movimento Filhos do Vale - criado para pleitear melhorias à população do Jequitinhonha -, o asfaltamento da BR-367 repara uma dívida histórica que o País tem com a região, fundamental para o desenvolvimento econômico do Brasil. “Reivindicar a pavimentação da BR-367 é cobrar algo que o País deve ao Vale. Precisamos de um desenvolvimento pleno, com a inclusão do povo do Jequitinhonha à economia do Brasil”, declarou.

DNIT - Em fevereiro deste ano, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte de Minas Gerais (DNIT/MG) divulgou um edital que prevê o asfaltamento do trecho que compreende as cidades de Almenara e Salto da Divisa. Fabiano Martins Cunha, Superintendente Regional do DNIT/MG, representou o órgão na reunião. Segundo ele, as obras devem ser iniciadas no ano que vem.

Presenças - O deputado federal mineiro Reginaldo Lopes (PT) participou da reunião e destacou que a execução de obras públicas é fundamental para auxiliar a economia brasileira a superar o período de crise. “O asfaltamento da BR-367 é um dos instrumentos para a retomada da economia nacional. Obras geram emprego e arrecadação”, comentou.

Outro integrante da bancada mineira na Câmara Federal, o deputado Padre João (PT), também participou da audiência. “Entre duplicações e onde não há asfalto, a prioridade [do DNIT] deve ser o asfaltamento], ponderou ele.

Requerimentos - Dr. Jean apresentou à Comissão de Participação Popular requerimentos relacionados à discussão. Em um deles, o parlamentar sugere que a bancada mineira em Brasília obstrua a apreciação de um projeto que estipula a retirada de recursos originalmente previstos para a revitalização da BR-367. O parlamentar pediu também que os deputados federais mineiros trabalhem em prol de recursos oriundos do Plano Plurianual (PPA) do Governo Federal para as obras na rodovia.

Outro requerimento solicita que a superintendência do DNIT-MG publicize a distribuição, por região, dos recursos destinados à revitalização de rodovias mineiras. Dr. Jean também pediu à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop/MG) para assumir, com urgência, os trechos da BR-367 que motivaram a audiência. Clique aqui e confira a relação completa dos requerimentos.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes