Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Líder do PT na Câmara diz que brasileiro quer Lula por que está com pressa de voltar a ser feliz

Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Assessoria Deputado Paulo Pimenta 

O deputado Paulo Pimenta (PT/RS), líder da bancada do partido na Câmara dos Deputados e membro da Executiva Nacional do PT, defendeu que o atual momento político favorece uma grande mobilização nacional que garanta a eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, ainda em primeiro turno. “O brasileiro tem pressa para voltar a ser feliz e nós estamos do lado do povo. Nossa expectativa é enorme, pois Minas tem um histórico único em sua luta pela independência e liberdade. Além disso, o Lula e a Dilma sempre tiveram grandes votações entre os mineiros”, comemorou.

A declaração foi feita, em Belo Horizonte, durante visita ao 1º secretário da Assembleia Legislativa, Rogério Correia, no mesmo dia em que a pré-candidatura de Lula seria lançada em Contagem, durante ato nacional do PT.

Paulo Pimenta está entusiasmado com a pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff ao Senado por Minas, para uma das duas vagas de senador, hoje ocupadas pelos senadores Zezé Perrella (MDB) e Aécio Neves (PSDB), este último derrotado por ela nas eleições de 2014. Mineira de nascimento, Dilma transferiu o título eleitoral para Belo Horizonte para poder disputar as eleições de outubro.

“Queremos que ela tenha uma votação consagradora, mas estou um pouco frustrado com a desistência do Aécio à reeleição. Eu queria uma espécie de terceiro turno entre Dilma e ele, que tramou esse golpe que a tirou do poder. Já estive dando uma olhada no gabinete dele, pois queremos ocupar não só a vaga, mas o gabinete também. Mas parece que ele fugiu da raia antes da eleição”, ironizou Paulo Pimenta.

Garantia – Sobre manter a candidatura de Lula, que atualmente está está preso, o deputado declarou que ele será candidato pois, sozinho, tem mais que o dobro do segundo colocado e mais que a soma de todos os percentuais dos outros candidatos. “Por que razão o PT abriria mão de inscrever o seu melhor nome para ganhar a eleição? Não há lógica nisso”, enfatizou.

Paulo Pimenta lembrou que na Constituição Federal não há nada que impeça uma pessoa de inscrever uma candidatura e que “aqueles que desejarem questionar essa candidatura, terão que cumprir uma regra prevista na lei, pois não vai haver tempo para a impugnação. Não há hipótese de o presidente Lula não estar na urna. Lula será inscrito e mantido candidato e aberto as alianças partidárias”, confirmou.

O parlamentar comentou as manifestações da população em favor de Lula, como “um fenômeno sem precedentes na nossa história” e sua condenação sem provas, só fez crescer sua popularidade. “O ex-presidente está há 60 dias na prisão em Curitiba, sem dar entrevistas, sem frequentar as enquetes e debates na grande imprensa e a última pesquisa eleitoral continua apontando sua vitória em primeiro turno. A população já sabe que ele é um preso político e o que livre e disputando as eleições”, avaliou.

O Líder do PT na Câmara reiterou que Lula será o candidato do partido em entrevista ao programa "Mundo Político", da TV Assembleia.

Representação – Recentemente a imprensa noticiou que peritos da Polícia Federal localizaram arquivos no computador do empresário Marcelo Odebrecht, que comprovam troca de e-mails com o ex-presidente Fernando Henrique, para a campanha de dois tucanos nas eleições de 2010. Na ocasião, o empreiteiro confirmou o acerto para doar para um deles, mas não houve recursos declarados à Justiça Eleitoral. A troca de mensagens foi anexada aos autos de um dos processos em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu.

Pimenta informou que o partido está entrando com uma representação na Procuradoria-Geral da República pois esses e-mails estão há três anos com a Lava-Jato. São e-mails que detalham a relação entre o ex-presidente FHC e a Odebrecth.

“Se de fato ficar comprovado que, durante os últimos três anos, PGR e Lava-Jato sabiam disso, mas nada foi feito, e que esses e-mails só surgiram por conta de uma iniciativa da defesa do presidente Lula, vamos representar por prevaricação contra os procuradores da Lava-Jato em Curitiba e contra o juiz Sérgio Moro, porque um servidor público que tem consciência de um fato dessa gravidade e se omite deliberadamente, é cúmplice e deve responder judicialmente”, denunciou o líder do PT.

Reeleição - Minas Gerais é o principal estado governado pelo PT no País e a reeleição de Fernando Pimentel está entre as prioridades do partido. Além de Pimentel, estiveram presentes os governadores petistas do Ceará, Bahia, Acre e Piauí. Toda a Executiva Nacional, liderada pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), participou do ato em Contagem.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes