Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Opinião

 
 

O mundo de olho no Brasil

O País volta a ocupar as atenções mundiais. Pena que de forma negativa, em contraste com o que ocorria antes do golpe de 2016. Sigamos os acontecimentos.

CIA e assassinatos no Brasil

Vaza um documento secreto da espionagem dos Estados Unidos, que relata a prática de assassinatos seletivos de opositores ao Regime de 1964, com anuência direta do então presidente general Ernesto Geisel e seu diligente chefe do Serviço Nacional de Informações (SNI), general João Batista Figueiredo. Contabiliza-se mais de 100 militantes assassinados por ordem direta da Presidência da República àquela época.

Os descaminhos do “farol” sulamericano

A Argentina, de Macri, espelho de golpistas brasileiros – notadamente os tucanos – anuncia a volta ao Fundo Monetário Internacional (FMI), em meio a uma inflação galopante, desemprego em taxas estratosféricas, e o aumento da fome e da carestia.

Ministro do Supremo e seu triplo vexame na Inglaterra

5 de maio de 2018. O ministro Luiz Roberto Barroso profere palestra em evento de estudantes brasileiros em Londres, Inglaterra, e dispara: a sociedade brasileira está “viciada em Estado”. Primeiro vexame: falar isso no país que faz um esforço para reverter a desregulamentação da economia e a privatização dos tempos de Margareth Thatcher. Segundo vexame: falar isso, mesmo representando um paquiderme estatal viciado e ineficiente que é o Judiciário. Terceiro: dizer que o Estado não deve bancar a maior parte dos gastos com educação, para uma plateia de estudantes de classe média, beneficiários de bolsas governamentais.

Líderes mundiais saem em defesa de Lula

Em documento intitulado “Chamada de Líderes Europeus em apoio a Lula”, seis premiês ou ex-chefes de Estado e de Governo registraram seu inconformismo com o processo de impeachment de Dilma Rousseff e com a prisão de Lula, defendendo sua liberdade e direito de se candidatar a Presidente da República. José Luiz Zapatero (Espanha), François Hollande (França), Massimo D'Alema, Romano Prodi e Enrico Letta (Itália) e Elio di Rupo (Bélgica), com a articulação direta do ex-presidente do parlamento francês, senador Jean Pierre Bell, afirmaram claramente que Lula foi perseguido.

Moro é vaiado em homenagem nos EUA

A chegada do juiz Sérgio Moro em Nova York, também neste mês de maio, não foi das melhores. Primeiro, foi recepcionado com vaias e xingamentos. É que lá ele não tem blindagem garantida. Segundo, ele esteve lá para participar de um convescote de instituição privada (Câmara de Comércio Brasil/EUA), em atividade financiada por bancos, pela Petrobras e organizada pela “Lide”, empresa de João Dória, provisoriamente administrada por seus filhos. As imagens das hostilidades de brasileiros lá radicados já percorreram as redes sociais.

Documentário sobre o golpe (O Processo) ganha prêmios internacionais e atrai atenção

Documentário sobre os bastidores do golpe contra o mandato presidencial de Dilma Rousseff ganha prêmios em festivais na Alemanha, Espanha, Suíça e Portugal e desperta muito interesse no famoso Festival de Cannes, ainda que não esteja formalmente inscrito no evento.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes