Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Líder do Minas Melhor alerta para crescimento da pobreza no País

Núcleo de Comunicação do Bloco Minas Melhor

Foto: Assessoria do Deputado André Quintão

A diminuição progressiva das verbas destinadas às políticas públicas no Brasil tem provocado retrocessos sociais e já demonstra quem está pagando a conta da nossa crise política e econômicaO líder do Bloco Minas Melhor, deputado André Quintão (PT), chama a atenção para os dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontam um contingente de 4,5 milhões de pessoas que tiveram redução da renda em quase 40%, de 2016 para 2017, na base da pirâmide do rendimento do trabalho. Os números demonstram uma queda vertiginosa do padrão de vida da população mais pobre do País, classe social mais atingida pela crise econômica do mercado de trabalho brasileiro desde o golpe parlamentar que, há dois anos, destituiu a presidente Dilma Rousseff. 

“Ver o Brasil voltar aos parâmetros sociais do anos 1990 é cruel, pois aquele era um momento sem as políticas sociais nos governos Lula e Dilma, que tiraram mais de 26 milhões de pessoas da pobreza. São brasileiras e brasileiros que estão tendo que escolher entre comprar comida ou artigos de higiene, um absurdo. Isso  é mais um reflexo desse golpe elitista, que cortou o Bolsa Família e outros investimentos sociais para custear o arroxo fiscal. O nosso povo não merece isso”, protestou.

O líder do Bloco Minas Melhor lembra que o combate à pobreza foi uma das mais bem-sucedidas políticas públicas dos 13 anos de governo do PT e alerta para os cortes que o Bolsa Família vem sofrendo. "Já denunciamos o recuo de recursos dessa fonte de renda crucial para a população em geral, que vem acontecendo desde 2017", disse.

Segundo o IBGE, 14,3% dos domicílios brasileiros recebiam dinheiro referente ao programa em 2016, percentual que caiu para 13,7% naquele ano. André Quintão citou uma reportagem da Folha de São Paulo, do dia 06/05, como exemplo do que está acontecendo com quem está desempregado. “No recorte por região, a situação dos trabalhadores mais pobres do Nordeste é ainda mais preocupante. O rendimento médio por trabalhador desse grupo caiu de R$ 21 para R$ 9 em 2017. O jornal cita uma senhora de Pernambuco de 45 anos, Lucicleide Ferreira, que disse que tem que fazer escolhas no cotidiano, que as pessoas nem imaginam. É uma tragédia que assistimos, sabendo que está sendo financiada por esse golpe,” avaliou André Quintão.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes