Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Opinião

 
 

Unidade popular inédita em defesa da democracia

O País viu nascer recentemente duas frentes políticas que reunem organizações sociais (movimentos e partidos) de esquerda e de defesa de pautas democráticas. A Frente Brasil Popular (FBP) – que tem no MST, MAB, PT e PCdoB suas mais reconhecidas referências – e a Frente Povo sem Medo, que tem no MTST (sem tetos), no PSOL e no partido Unidade Popular (em construção) suas principais estruturas.

Essas duas frentes polarizam setores de outros partidos, movimentos, intelecutais independentes, artistas e muitas outras personalidades. Ambas têm canditaduras à Presidência da República. No seio da FBP surgem os nomes de Lula e de Manuela D'ávila. A Povo sem Medo apresenta Guilherme Boulos.

Contudo, em face das ameaças à democracia, agora agravadas pela prisão de Lula, essas frentes de luta social e política se unem na campanha #LulaLivre. Mesmo mantendo sua autonomia organizativa e estratégica, ambas reconhecem que o momento é grave e exige unidade, em meio à diversidade. Com outras palavras: ainda que caminhem separadas, enfrentam juntas as ameaças postas pelo Estado de exceção que quer se consolidar no Brasil.

Na segunda-feira, 09/04, na sede do SindiEletro em Belo Horizonte, esses dois movimentos representativos das lutas sociais de esquerda realizaram uma plenária conjunta. Várias atividades de protestos foram programadas. Reuniões nos bairros populares, para esclarecer os bastidores da Lava Jato e a operação de uso da justiça como arma política já estão agendadas. Visitas a personalidades que formam opinião em Minas Gerais é algo que foi considerado prioritário: lideranças religiosas, políticas, da intelectualidade progressista, jornalistas históricos, quadros das universidades e ativistas culturais.

Muda, portanto, a qualidade da luta contra o golpe e contra o Estado de exceção que querem implantar no Brasil. A luta pelo #LulaLivre não é apenas de um partido e de seus aliados. Nem mesmo é, apenas, pela liberdade de Luís Inácio Lula da Silva. É pelo fim das agressões às regras do jogo democrático iniciados com o ativismo partidário no Judiciário e que teve como ápice a cassação do mandato da Presidente Dilma Rousseff.

Apesar do espetáculo midiático predominante nos mais fortes instrumentos de comunicação no País, essa unidade estratégica pode mudar o jogo. Tudo em defesa da democracia.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes