Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Parlamentares federais e estaduais se unem para acompanhar os desastres em MG e ES


Adalclever Lopes entre o presidente da Comissão da Câmara, Sarney Filho, e o presidente da Comissãa das Barragens, Agostinho Patrus

Núcleo de Comunicação Minas Melhor

Foto: Guilherme Bergamini


Parlamentares da Comissão Externa da Câmara dos Deputados foram recebidos na manhã da segunda-feira (16/11) pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes (PMDB), para uma reunião com os membros da Comissão Extraordinária de Barragens, que tem como presidente o deputado Agostinho Patrus (PV). Os parlamentares querem unir forças para acompanhar de perto os trabalhos que estão sendo realizados no atendimento às pessoas e na recuperação ambiental das regiões de Minas e do Espírito Santo, que foram atingidas pela lama tóxica que se esparramou após o rompimento de duas barragens da mineradora Samarco.

Para o coordenador da comissão da Câmara, deputado Sarney Filho (PV/MA), os deputados deverão atuar em duas vertentes, sendo uma delas na regulamentação do marco regulatório do código da mineração no Brasil e na investigação que os parlamentares tanto de mineiros quanto capixabas terão que fazer, para que os responsáveis sejam punidos. “Tem que ser exemplar ao ponto de as outras empresas tenham isso como uma referência e que possam cuidar para que tragédias como essa não ocorram novamente. No México, a British Petroleum (BP) pagou US$ 20,7 bilhões pela tragédia no Golfo do México”, lembrou. Na época, há 5 anos, a BP contaminou 1.500 km no litoral norte-americano, com vazamento de petróleo.


Deputados visitam Mariana e Valadares

Divididos em dois grupos os deputados seguiram na segunda-feira (16/11) para Mariana, numa comitiva liderada pelo deputado Rogério Correia (PT). À tarde outro grupo se deslocou para Governador Valadares, onde o Rio Doce, contaminado pela lama, deixou de ser usado para a captação de água.


A deputado Celise Laviola (PMDB), que acompanhou a comitiva até cidade, chegou a postar em sua rede social uma preocupação quanto à captação da lama. Segundo ela, há uma “informação de que a OAB do Espírito Santo teria proposto a Samarco o desvio da lama para uma cratera na cidade de Aimorés em Minas Gerais”. A deputada lamentou e disse que está em contato com o governo do estado “para evitar mais essa atrocidade e impedir que a população e o meio ambiente da cidade fiquem prejudicados”.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes