Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

“Ataques à caravana de Lula são uma preocupação para o País”, alerta André Quintão

Décio Junior - Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Daniel Protzner/ALMG

O líder da bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado André Quintão, ocupou a tribuna para repudiar os atentados contra a caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina e fez um alerta de que a intolerância da direita, que registra casos graves de violência e assassinato, pode destruir o país.

Poucas horas antes do atentado a bala que atingiu um dos ônibus da caravana, o deputado alertou de que o não reconhecimento da oposição da vitória legítima de Dilma Rousseff em 2014, com mais de 54 milhões de votos, “foi um divisor de águas” e que, a partir daquele ano a violência de cunho fascista passou a ameaçar a democracia no Brasil. “Pedras, paus, agressões físicas. Pedradas em seres humanos. Onde nós estamos? São essas pessoas que querem governar o Brasil? É uma intolerância que se manifesta de forma violenta também nas redes sociais. Uma intolerância verbal, de baixo nível, homofóbica e racista contra aqueles que defendem os pobres em nosso País”, denunciou.

Segundo ele, a direita tem ganhado força com a perseguição feita pela grande mídia e por parte do judiciário ao ex-presidente Lula. “Combinação de votos, vontade política deliberada de tirar Lula da eleição e até série da Netflix entra neste conjunto de ações sórdidas contra o PT e o Lula, induzindo as pessoas a uma interpretação equivocada dos fatos, e isso é grave”, ressaltou, referindo-se a série "Mecanismo", que tem deturpado as ações dos últimos anos, colocando até mesmo atos praticados no governo tucano de Fernando Henrique Cardoso como do governo Lula.

Para André Quintão, o resultado de intolerância são agressões e mortes, citando o caso da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros no Rio de Janeiro. “Quando nós temos a execução de uma vereadora, mulher, negra, que defende bandeiras nem sempre compreendidas por parcela da sociedade, temos a execução do Estado Democrático de Direito. É um tiro na democracia, um tiro naqueles que defendem os mais pobres”, afirmou.

O 1º Secretário da ALMG, Rogério Correia (PT), manteve o tom do colega parlamentar e disse que a onda de violência, ataques e assassinato, como o de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro, “tem que ter um fim” e que a democracia corre risco no país. “O próprio Temer disse que, em 1964, o que existiu no Brasil não foi uma ditadura, mas sim uma opção centralizadora. Começam, portanto, a acenar com hipóteses não-democráticas e reacionárias. Estou muito preocupado com as questões democráticas no Brasil. Os golpistas, quando veem que vão perder as eleições e que Lula está prestes a obter uma vitória, inclusive no Supremo Tribunal Federal, começam a aparecer com milícias e desculpas antidemocráticas”.

Intimidação - O deputado André Quintão convocou seus colegas parlamentares, de todos os partidos, a lutarem contra a intolerância. “Se esse clima de violência física continuar a prevalecer será ruim para a democracia. Se execuções de lideranças políticas, de líderes de movimentos sindicais e sociais continuarem, a nossa democracia vai para o buraco”.

Ele reforçou ainda que fortalecer uma cultura da paz é uma saída importante para o atual cenário de retrocesso e intolerância, e avisou que o Partido dos Trabalhadores não vai se intimidar com as perseguições. “Como líder do PT nesta Casa, queria reiterar aqui solidariedade a todos aqueles que estão sendo vítimas da intolerância sórdida da direita. Mas nós vamos derrotá-los. O PT não tem medo de pedra, de ovo, de gente cercando ônibus. Nós estamos disputando nas regras da democracia respeitando a livre manifestação de quem pensa diferente. Não temos medo dessa direita conservadora que entrega o Brasil e que não respeita a soberania nacional.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes