Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Caravana de Lula pelo País recebe apoio de lideranças do MDB


Lula e Adalclever durante Caravana em 2017

Nucleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi especialmente lembrado na comemoração dos 52 anos do MDB. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adalclever Lopes (PMDB), o homenageou em seu discurso durante a Reunião Especial realizada na Assembleia, na segunda-feira (26/03). “Toda vez que falo este poema lembro do que está acontecendo com o presidente Lula. E, sendo solidário com as injustiças que estão sendo cometidas contra ele, quero citar Bertold Brecht para dizer que 'temos de nos incomodar', principalmente com os que mais precisam, que são aqueles que representamos”, declarou.

O ex-governador Newton Cardoso elogiou a histórica aliança que une MDB e PT, tratando Lula como um amigo antigo. Com 80 anos de idade, Newton fala de Lula na biografia "A verdade por trás da lenda", em que revela bastidores da política brasileira. “No meu livro eu conto meus encontros com o Lula, por quem tenho muito respeito. Politicamente ele está tão influente, que mesmo se for preso, de dentro da cadeia, ele ainda tem muito voto. Eu acho que preso ele é mais forte do que solto”, comparou, referindo-se à condenação em segunda instância pela Justiça Federal do Paraná, que pode levar o ex-presidente para a cadeia e torná-lo inelegível na campanha presidencial deste ano.

Diferença - O senador Roberto Requião (MDB/PR) afirmou que o papel de Lula no Brasil de hoje “é importantíssimo para a paralização deste processo de destruição da indústria nacional, de precarização do trabalho e da entrega da Previdência para bancos e fundos de pensão”. Requião defendeu a postura de Lula em continuar fazendo sua Caravana da Cidadania pelo País, mesmo com os processos correndo na Justiça.

“Lula está fazendo a sua defesa, explicando os absurdos da sua condenação e, a meu ver, defendendo uma proposta diferente para o Brasil, que é a proposta desenvolvimentista, nacionalista. Digo isso com muita tranquilidade. Fiz oposição ao governo Lula com o Henrique Meirelles e ao governo da Dilma com o Joaquim Levi, pois nunca me conformei com os rumos da política econômica dos dois. Hoje em dia, ele é um nome fundamental para recolocar o País nos trilhos”, afirmou o senador paranaense.

Lula - O ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, Luiz Dulci, membro da Comissão Executiva Nacional do PT, representou o ex-presidente na solenidade e falou de sua história pessoal com o MDB, que considera um patrimônio da sociedade brasileira. “Todos nós que lutamos pela redemocratização do País, temos uma dívida com o MDB, pela coragem com que seus políticos enfrentaram a ditadura, as perseguições e a violência, em nome da soberania nacional. Participamos juntos da Campanha das Diretas Já, da Constituinte e, apesar das diferenças em alguns momentos, sempre estivemos próximos dos ideais de liberdade e de fazer um governo para o povo, ao lado do povo”, relembrou. E mandou um recado de Lula, que agradecia ao PMDB por terem lhe dado "o melhor vice-presidente possível", referindo-se à José Alencar.

Defesa
-  Luiz Dulci defendeu a candidatura de Lula à presidência, com base nas leis brasileiras e na Constituição. “Ele vai ser candidato. Não há nenhuma prova contra Lula nos autos e nem sequer indícios. Ele é completamente inocente. As decisões da primeira e da segunda instâncias foram políticas e partidarizadas. Temos que aguardar a decisão autônoma do Supremo Tribunal Federal”, finalizou.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes