Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Cisão da Codemig avança e Cristiano Silveira acredita em entendimentos para votação em Plenário

Décio Junior - Núcleo de Comunicação Minas Melhor

Foto: Sarah Torres

Vice-líder de governo na Assembleia Legislativa, o deputado Cristiano Silveira (PT), comemorou a aprovação, na Comissão de Administração Pública (APU), na quarta-feira (21/03), do Projeto de Lei (PL 4.996/18), que autoriza a cisão, fusão ou incorporação da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Segundo ele, existe uma expectativa de que a votação no Plenário da Casa aconteça dentro de duas semanas. Mas antes, o PL precisa ser aprovado pela Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (FFO).

O Projeto de Lei, de autoria do governador Fernando Pimentel, abre 40% do capital da Codemig, garantindo ao Estado a soberania da empresa. O relator na Comissão, deputado João Magalhães (PMDB), ressaltou que o parecer sobre a matéria manteve a originalidade do Projeto.

Enquanto o PL tramita pela FFO, Cristiano acredita num acordo de líderes para que se vote os 18 vetos do governador que trancam a pauta do Legislativo mineiro. “A partir de um acordo da Mesa Diretora com as lideranças da Casa, que está em andamento, vamos criar um ambiente favorável para limpar a pauta dos vetos”, afirmou.

O deputado lembra que a aprovação do PL dará fôlego ao Governo, que sofre com a falta de recursos devido à crise econômica nacional e ao rombo de mais de R$ 8 bilhões criado nos cofres públicos de Minas Gerais pelas gestões do PSDB. “Com os recursos das vendas das ações da Codemig, o governo poderá aportar esses valores nos Fundos e no caixa próprio do estado e terá uma margem de manobra do orçamento para atender outras áreas como Educação e Saúde”, disse.

Sadismo da oposição
No dia anterior (20/03), em sessão Comissão de Administração Pública, Cristiano Silveira criticou o discurso da oposição que, segundo ele se diz preocupada com os problemas do estado, mas obstrui no momento de aprovar o projeto.

“A oposição se diz solidária mas quando o governo apresenta uma proposta concreta para ter recursos e ajudar a superar parte destes problemas, não há solidariedade. Às vezes me parece até um certo sadismo, pois não tem solidariedade de retirar a obstrução para que o governo possa votar uma matéria que vai por recursos no caixa do estado”, criticou.

Ele lembrou que, em um cenário sem crise, os deputados da oposição ajudaram a aprovar a venda de ações da Cemig e da Copasa. “Eu vejo aqui uma contradição no discurso. Nós herdamos uma dívida alta do governo Anastasia, com problemas gravíssimos e sucateamento completo na Educação, quando se falava em choque de gestão e deficit zero”, lembrou o parlamentar.

Cristiano avaliou ainda que a postura de obstrução adotada mostra que a oposição aposta no estilo quanto pior, melhor. “Eles [os opositores] não querem que o governador tenha recursos, não querem que ele acerte com os servidores, não querem que cumpra os acordos, não querem que ele pague aquilo que tem que ser pago, e fingem que são solidários ao povo mineiro. Por outro lado, obstruem uma votação importante que pode dar um fôlego ao estado e ajudar o povo mineiro que passa por tanta dificuldade”, reforçou.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes