Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Adalclever Lopes recebe relatório final da Comissão da Verdade em Minas Gerais

Assessoria ALMG
Foto: Luiz Santana/ALMG

O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Adalclever Lopes (PMDB), recebeu, nesta quinta-feira (21/12/17), integrantes da Comissão da Verdade em Minas Gerais (Covemg). Eles entregaram ao parlamentar o relatório final do trabalho do grupo, que pesquisou por quatro anos as violações de direitos humanos no Estado entre 1946 e 1988.

Segundo o coordenador da Covemg, Robson Sávio, o grupo fez descobertas em relação ao período, como 3.500 trabalhadores urbanos vítimas do regime, além da existência de uma guarda rural indígena que executava práticas de tortura. “Diante desses dados, o relatório traz recomendações aos três Poderes, sobretudo ao Legislativo, que é mais aberto à sociedade”, comentou.

Ele explicou que o documento já foi entregue ao Executivo e ao Judiciário e que a expectativa é de que a ALMG tenha condições não só de atender às sugestões que dizem respeito à instituição, mas também de processar e monitorar as outras providências recomendadas.

Para o presidente Adalclever Lopes, o tema não pode cair em esquecimento. “O Parlamento é muito sensível a essa questão. Vamos buscar viabilizar as recomendações”, disse. Ele ressaltou ainda que é importante divulgar o conteúdo do documento, principalmente para os jovens, que, muitas vezes, desconhecem as atrocidades desse período.

O 1º Secretário da ALMG, deputado Rogério Correia (PT), salientou também que o que ocorreu na ditadura não pode ser esquecido, frisando o atual cenário político, em que teses conservadoras são defendidas por segmentos da população.

Sugestões - De acordo com Robson Sávio, entre as sugestões à Assembleia estão a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigações na área da segurança pública e a mudança do nome de ruas e prédios públicos que homenageiam envolvidos com a ditadura.

O coordenador enfatizou que a Covemg, que teve sua atuação prorrogada até fevereiro de 2018, vai lançar um portal na internet para pesquisas sobre o assunto, além de três vídeos educativos.

Relatório – Além dessas recomendações, o documento contém a descrição das atividades desempenhadas, os fatos examinados e as conclusões obtidas. Com cerca de 1.600 páginas, é dividido em cinco volumes por temas como repressão a camponeses, trabalhadores urbanos, indígenas, universidades e religiosos.

PPAG – Durante o encontro, o coordenador Robson Sávio destacou que o financiamento do trabalho da comissão se tornou possível por meio da ALMG. Ele relatou que a iniciativa foi viabilizada por uma emenda ao Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) em 2015.

O trabalho da Covemg, pela Lei 20.765, de 2013, já motivou reuniões na Assembleia. O grupo subsidia a Comissão Nacional da Verdade na investigação de violações de direitos.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes