Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Marília Campos reverencia o centenário do samba em reunião especial na Assembleia

Núcleo de Comunicação - Bloco Minas Melhor e Assessoria da deputada Marília Campos

Foto: Gilvan Silva

Em reunião extraordinária para comemorar o centenário do samba, a deputada Marília Campos (PT), autora do requerimento para realização da reunião ocorrida na quinta-feira (30/11), no plenário da Assembleia Legislativa, ressaltou a importância do mais brasileiro dos gêneros musicais. “Samba é pura criação, é reverência e irreverência, é crítica social, um misto de profano e de sagrado, mas, desde sempre, é resistência”, destacou.

Ao longo da reunião, foram homenageados vários sambistas mineiros, como José Luiz Lourenço, o Mestre Conga, que fundou a Inconfidência Mineira, uma das mais tradicionais escolas de samba de Belo Horizonte. Marília Campos disse ter solicitado a reunião por se “identificar com a luta desses músicos e compositores”.

Ao lado de Marília Campos e Mestre Conga estiveram na mesa o deputado Geraldo Pimenta (PCdoB); o secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo; e a presidente do Sindicato dos Músicos Profissionais de Minas Gerais, Vera Pape. “A celebração trouxe alegria e energias positivas para o espaço legislativo. Foi muito importante ver os mestres do samba terem seu reconhecimento depois de tanta história de resistência”, pontuou Marília.

“Através dos anos, vimos também o discurso recorrente de pseudoespecialistas, dizendo que o samba atingiu maior sofisticação com compositores brancos, letrados e de classe média”, acrescentou a parlamentar.  “É uma forma elitista e equivocada de ver o samba como algo primitivo, um ritmo menor, e de tentar afastá-lo das suas referências identitárias: a cultura afro-brasileira, a relação com a afrorreligiosidade”, completou.

Presenças e homenagens
 - A solenidade reuniu personalidades da velha guarda e da nova geração do samba feito em Minas Gerais. Além de Mestre Conga, foram homenageados Mauro Saraiva, João Saraiva, Madruva, Plínio Saraiva, Serginho BH, Donelisa, Ronaldo Coisa Nossa, Fabinho do Terreiro, Aline Calixto, Dé Lucas, Cícero Lucas, Dóris, Rosane Pires Viana, Jefferson Gomes, Manu Dias, Bruno Cupertino, Cacá e Letícia Reis. O Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova e o Grêmio Recreativo Escola de Samba Cidade Jardim foram também reverenciados. O evento contou com apresentações musicais.

Presidente da Comissão Extraordinária das Mulheres na Assembleia, Marília Campos fez questão de frisar a participação do sexo feminino na música popular. “Quero ressaltar minha alegria ao ver a crescente presença das mulheres no samba e a alta qualidade de sua produção”, exaltou a deputada.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes