Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Fórum Semeando Letras propõe democratização do acesso às bibliotecas

Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Sarah Torres / ALMG

O papel das bibliotecas na construção de uma educação inclusiva e a ampliação desses espaços no interior do estado foram destaques na plenária final do Fórum Técnico Semeando Letras – Plano Estadual do Livro, Literatura, Leitura e Bibliotecas, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na sexta-feira (24/11). Antes de chegar a Belo Horizonte, o Semeando Letras passou por etapas locais, espalhadas por várias regiões de Minas.

O deputado Bosco (Avante), presidente da Comissão de Cultura, ressaltou a importância da participação qualificada de representantes de mais de 50 municípios de diferentes as regiões, que anteriormente participaram das etapas regionais.“A interiorização do Fórum Semeando Letras nos permitiu conhecer a realidade do acesso ao livro em Minas Gerais e, agora, propor medidas e programas de governo que incentivem a leitura, em especial nas escolas públicas e espaços de inclusão”, disse o deputado.

Plano Estadual - O Fórum elegeu 24 representantes da sociedade civil e oito das secretarias de Estado de Cultura e de Educação para formar o comitê de representação. Eles vão analisar as propostas do documento final do evento e acompanhar a tramitação do projeto de lei com o Plano Estadual do Livro, que deve ser encaminhado pelo Poder Executivo à ALMG no próximo ano. O plano vai conterá metas e diretrizes para valorizar o livro e a leitura e promover a democratização do acesso às bibliotecas.

Ao coordenar a plenária final, Bosco lembrou que as diferenças entre cidades e regiões, no que se refere ao incentivo à leitura, é um desafio a ser enfrentado. O parlamentar explicou que enquanto alguns municípios contam com espaços importantes, outros sequer contam com bibliotecas ou, quando as têm, oferecem uma estrutura muito aquém do ideal.

“Precisamos que nossas bibliotecas possam funcionar em rede e de um maior intercâmbio dessas instituições, tendo a Biblioteca Pública Estadual como norteadora da rede”, afirmou o parlamentar.

Importância do debate - Coordenador-geral do Plano Estadual do Livro e Superintendente de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário da secretaria de Estado de Cultura, Lucas Guimaraens frisou o caráter participativo do fórum. “É um momento absolutamente importante, em que todas as observações e contribuições da sociedade civil nos sete fóruns técnicos regionais puderam ser rediscutidos, debatidos, aprovados e validados como um texto a ser devidamente finalizado e apresentado à Assembleia”, opinou.

“O plano, por tratar de livro, literatura e bibliotecas, trata, sobretudo, do ser humano. E não há lei, cultura ou arte sem o ser humano. Não há espaço mais dedicado ao homem que a leitura”, afirmou Guimaraens.

O deputado Bosco destacou ainda a importância da participação da família na formação da educação cidadã. “Criar o hábito de leitura é de fundamental importância na vida das pessoas. E isso se inicia dentro do seio da família. A escola é apenas um complemento”, ressaltou Bosco. “Vamos, sem dúvida alguma, construir um plano estadual que servirá de referência para todo o Brasil”, sentenciou.

Plenária - Das 41 propostas apreciadas na plenária final, destacou-se nos debates aquela que trata do diagnóstico e adequação da estrutura de bibliotecas do sistema prisional e dos centros socioeducativos. Segundo Lucas Guimaraens, a intenção da proposta é promover a inclusão da população carcerária.

Ele apontou ainda as propostas de implantação de bibliotecas em 100% nos municípios mineiros. Para isso, precisam ser viabilizados novos espaços comunitários, assim como a criação de núcleos de referência no sistema estadual de bibliotecas públicas, para o desenvolvimento de ações de assistência técnica, capacitação e empréstimo de exposições literárias.

Lucas Guimaraens destacou que o projeto de lei que contém o plano será encaminhado pelo Governo do Estado à ALMG e vai trazer as propostas debatidas durante o fórum. Um diagnóstico da área em Minas, encabeçado pelas secretarias de Estado de Cultura e de Educação, que estão envolvidas na elaboração do plano, foi consolidado antes de o fórum técnico ter início e serviu de base para os debates.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes