Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Projetos de criação do Parque Estadual de Sagarana e do controle do uso de agrotóxicos vão ao Plenário


Décio Junior - Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor
Foto: Reprodução


Está pronto para ser votado em Plenário o Projeto de Lei (PL 787/15), de autoria deputado Paulo Guedes (PT), que transforma a Estação Ecológica Estadual de Sagarana em Parque Estadual. A Estação é uma Unidade de Conservação e de Proteção Integral criada em 2003, a partir do decreto do governo do estado em 2001, e está localizada na Região Noroeste de Minas Gerais.

De acordo com o relator do Projeto, deputado Geraldo Pimenta (PCdoB), a transformação vai permitir que a estação seja aberta para a visitação. “Quando se trata de uma estação ecológica, o espaço fica restrito à pesquisa sobre a biodiversidade do local, e com a transformação em parque, Sagarana poderá ser aberto para o público e o município poderá, dentro das leis ambientais, explorar o ecoturismo e assim movimentar a economia local”, disse o relator.

Geraldo Pimenta destacou ainda que a área de mais de 2.300 hectares localizada no município de Arinos, a 600 quilômetros de Belo Horizonte, é uma importante região de nascentes que devem ser preservadas. “Estamos falando de uma das maiores riquezas do nosso estado e do Brasil e tenho certeza que este será um parque importante e preservado como tantos outros que temos em Minas Gerais, como o Parque Grande Sertão Veredas e o parque estadual que fica no município de São Gonçalo do Rio Preto", comparou.

Controle de Agrotóxico 
- Geraldo Pimenta também foi relator do PL 1023/15, do deputado Fábio Cheren (PSD), que altera a Lei 10545/91 que dispõe sobre produção, comercialização e uso de agrotóxico no estado.

“Como médico do Trabalho já acompanhei vários casos de trabalhadores vítimas de uso e aplicação incorreta dos agrotóxicos. Sabemos dos seus benefícios, mas também do mal que estes produtos fazem principalmente aos trabalhadores que em alguns casos chegam a óbito, pelo descontrole do uso”, explicou.

O relator disse ainda que o projeto, aprovado com votos do deputados Marília Campos (PT) e Celinho do Sinttrocel (PCdoB), é um avanço na legislação mineira e que se for aprovado, a fabricação, comercialização e a plicação dos agrotóxicos serão acompanhadas e fiscalizadas por órgãos do governo do estado, como as secretarias de Saúde e Agricultura e Pecuária.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes