Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Deputados participam de caravana e presenciam a gratidão com que o povo mineiro recebe Lula

Núcleo de Comunicação Bloc Minas Melhor

Foto: Reprodução

O ex-presidente Lula pode conferir in loco pelas cidades de Minas, que as pessoas mais pobres estão sofrendo na pele as consequências do golpe de estado que afastou a ex-presidenta Dilma Rousseff e colocou no poder Michel Temer, que agora faz cortes nos investimentos na saúde, educação e em programas sociais.

Para o ex-presidente, que citou o Bolsa Família como um programa internacionalmente reconhecido e premiado, fundamental para a melhoria de distribuição de renda e movimentação da economia, os cortes que estão sendo feitos pelo atual governo prejudica os mais pobres.

“As pessoas não têm noção do significado do aumento do salário mínimo e de uma aposentadoria para quem mora numa cidade do interior. Estão acabando com o Pronaf, com o Pronatec, com o Luz para Todos e isso é uma decepção muito grande”, disse ele.

O deputado André Quintão (PT), líder do Bloco Minas Melhor na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que acompanhou Lula na Caravana por Minas Gerais, pontuou os cortes. “As políticas que serão mais afetadas pelos cortes anunciados pela União são relativas à assistência social no País. Para o Serviço Único de Assistência Social (SUAS) o corte é de 98,2%, para 2018. Não podemos admitir um corte orçamentário dessa envergadura, pois são políticas públicas que cuidam dos mais pobres”, ressaltou.

O 1º secretário da ALMG, deputado Rogério Correia (PT), criticou os cortes para programas da Agricultura Familiar. O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, também está sendo reduzido. A Agricultura Familiar, responsável por 70% dos alimentos da mesa dos brasileiros, terá um corte anunciado de 82%”, lamentou.

Durante oito dias, percorrendo mais de 1500km e passando por pelo menos 20 cidades, Lula ressaltou que a esperança do País está no povo trabalhador. “Meu otimismo é que o Brasil pode dar certo na hora que tiver gente que goste do Brasil, conheça o Brasil e queira fazer o Brasil crescer, à frente dessa nação. E o jeito mais extraordinário de reerguer este país é colocando o pobre inserido dentro da economia”, reforçou ele, lembrando do exemplo de uma cooperativa de agricultores que visitou no nordeste do estado. “Uma prova de que o País pode voltar a dar certo”, disse.

Para o líder do governo da Assembleia de Minas, deputado Durval Ângelo, "a caravana que arrastou multidões em Minas mostrou àqueles que são contrários à democracia no Brasil, que não só os movimentos sociais apoiam o ex-presidente".  Segundo ele, em cada cidade visitada, o povo parou para ovir Lula. "Eram trabalhadores de de todas as classes sociais, mas principalemnte das classes populares prejudicadas pelo desmonte dos programas sociais. Tivemos ainda a participação da intelectualidade, de estudantes, professores, artistas e, inclusive, setores empresariais", ressaltou.


Educação – Durante a passagem da Caravana, Lula se reuniu com reitores de universidades federais e visitou os campi da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri em Diamantina e Teófilo Otoni. “Diante de tanto retrocesso tem coisa que nos orgulha e uma delas é a universidade em Teófilo Otoni. Aquilo é uma suntuosidade para a região, que nos emociona”, disse.

O deputado Ulysses Gomes (PT) destacou os investimentos feitos pelos governos Lula e Dilma na área da Educação e também no social. “Com Lula, o Brasil se desenvolveu e os mais pobres foram beneficiados com programas sociais importantes, além de terem mais oportunidade de emprego e educação. Minas acolheu com carinho o presidente Lula, o que renova as nossas esperanças de retomarmos a nossa democracia e construir um país melhor e mais justo para todos”, afirmou.

Conhecendo o Brasil – Para o ex-presidente, viajar pelo Brasil por meio da Caravana é a melhor forma de conhecer as necessidades do povo brasileiro. À caminho de Belo Horizonte, Lula recordou a campanha de 1989 e disse que nenhum candidato conhecia de fato o País. “Numa campanha você pega um avião numa capital e vai pra outra. Pega um táxi, sobe num palanque em que não conhece ninguém e termina o comício sem ter noção dos problemas, das culturas e das desigualdades. Por isso eu tomei essa decisão de revisitar o Brasil e aqui em Minas Gerais vi os avanços com a implantação das universidades, dos institutos federais, com o Pronaf, o Luz Para Todos, mas fico triste com porque muita coisa está diminuindo e isso volta a consagrar o empobrecimento”, disse.

Para o vice-líder de governo, deputado Cristiano Silveiram (PT), os programas criados nos governos do PT mudaram para melhor a vida de milhares de pessoas das regiões mais pobres de Minas Gerais. “E essas pessoas reconhecem o que foi feito. Foi lindo ver a multidões indo espontaneamente ao encontro de Lula, para expressar um misto de carinho e gratidão ao nosso presidente”, contou o deputado.

Filho do Vale do Jequitinhonha, o deputado Dr. Jean Freire (PT) também destacou a receptividade do povo. “Era nítida a emoção e a sensibilidade do presidente ao lidar com o povo. Por todos os cantos onde a Caravana passou homens, mulheres, jovens e idosos, todos demonstraram um sentimento de gratidão muito forte por todas as mudanças e por toda a inclusão social que o presidente promoveu. E a caravana deixou também, por todos os lugares, a esperança de dias melhores”, disse o parlamentar.

A deputado Geisa Teixeira (PT) enfatizou o sucesso da Caravana e que, além do demonstrar o carinho, o povo parou para debater política. “Neste momento de dificuldade política e econômica que passamos, com nossa democracia em risco, o povo de Minas Gerais foi ao encontro de Lula. E é importante estar nas ruas, ouvindo as pessoas, porque é o povo que vai escolher o nosso futuro, por meio do voto”, relembrou.

Para a deputada Marília Campos (PT), a Caravana foi uma resposta ao que estão fazendo com o País, com o PT, e com Lula. Ela classificou a passagem por Minas Gerais como importante momento de denúncia e de resistência. “No passado, as Caravanas pela Cidadania foram empurradas por um forte desejo de mudança e pela busca da realização de sonhos. Hoje, tantos anos depois, esse sentimento se repete. Mais uma vez, a Caravana vai ao encontro das expectativas do povo, numa conjuntura tão adversa. E o povo atende ao chamado porque reconhece o valor do que foi feito, reconhece o valor das políticas públicas realizadas nos governos Lula e Dilma. Esse processo está fazendo o PT renascer”, destacou.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes