Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Encontro com mineiros é estímulo para ex-presidente Lula lutar contra injustiças sociais


Lula e Dr Jean saúdam o povo do Vale do Jequitinhonha

Edição: Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: 
Assessoria de Comunicação deputado estadual Dr. Jean Freire

Como foi rotina na jornada feita pelo Nordeste, o ex-presidente Lula fez paradas não programadas nas cidades de Catuji e Padre Paraíso, antes de chegar nas previamente agendadas Itaobim e Itinga, no Vale do Jequitinhonha, na tarde de quarta-feira (25/10). Ele repetia aos presentes que esse encontro com a população é o grande estímulo para continuar a lutar contra as injustiças sociais do país. Acompanhado dos deputados estaduais do PT, Dr. Jean Freire,  André Quintão e Rogério Correia, Lula foi aclamado por sua história com a região.

Dr Jean Freire é natural de Itaobim e testemunhou as mudanças positivas que aconteceram na região nos governos de Lula. "A receptividade do povo do Vale do Jequitinhonha a Lula reflete diretamente os ganhos que a região mais pobre de Minas teve em seus dois governos. Enquanto todos vinham aqui estudar nosso povo, Lula viu que o nosso povo precisava era estudar", declarou Dr Jean.

O 1º secretário da Assembleia, Rogério Correia relembra a relação histórica do ex-presidente com a região. "A diferença dele para a maioria dos políticos brasileiros é que ele conhece a vida do pobre de perto, sabe dos esforços que essas pessoas fazem para sobreviver. Lula frequenta o Jequitinhonha desde os anos 1980 e trouxe muitas melhorias pra cá em seu governo, principalmente na educação", lembrou o 1º secretário da Assembleia Legislativa, Rogério Correia.

Testemunhos - Mais uma vez, as pessoas que prestigiaram a visita da comitiva tinham histórias para contar e citavam avanços, alguns em risco hoje, como estímulo para estar ali. A irmã Maria Isabel Rosa, missionária de 71 anos de Matosinhos, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, se mudou para Itaobim há cinco anos, e conta que ficou surpresa ao chegar na cidade. "Quando vim morar aqui estranhei muito que não via pessoas pedindo comida na rua, nas casas. Conversei com uma moradora e ela disse que depois de Lula e Dilma, com o Bolsa Família, não havia mais pessoas pedindo", ressalta. Para a religiosa, a esperança de dias melhores reside em um possível retorno de Lula. "Vim prestigiar nosso ex-presidente, torcendo para que seja nosso presidente no futuro."

A atenção dada a uma região carente não apenas de recursos econômicos, mas também em termos de políticas públicas, é algo marcante para a população local. "Lula foi o único que lembrou que o Vale do Jequitinhonha existe", relata Edilene Pereira, 52 anos, de Itaobim.

De volta a Itinga

"Vocês não sabem o que estou sentindo agora. Eu venho a esta região há muito tempo. Certamente 90% de vocês não tinha nem nascido quando eu vinha aqui", disse Lula ao iniciar seu quinto discurso do dia, na cidade de Itinga, acolhido por um aglomerado eufórico de moradores.O ex-presidente foi a Itinga reencontrar uma promessa antiga, a ponte sobre o Rio Jequitinhonha. O líder petista considera a ponte um dos marcos de seu governo. "Prometi em 1993 (durante passagem da primeira edição da Caravana da Cidadania). Fiquei emocionado em encontrar o companheiro balseiro Geraldo Vieira de Souza. Lembro do sonho dessa ponte", disse.

Itinga foi uma das primeiras cidades a receber Lula após a posse como presidente da República. "Tomei posse em 2003 e resolvi colocar os ministros em um avião e visitar as regiões que consideramos mais pobres no País", relembrou Lula.Durante a visita a Itinga o ex-presidente finalmente reencontrou o balseiro, de quem guardava a memória de um homem calejado pelo trabalho duro no comando da balsa. E ao questioná-lo sobre o que faltava em Itinga hoje em dia, o trabalhador agora aposentado respondeu: "Você voltar a ser presidente".

Esperança

Ainda que listar os feitos dos governos petistas seja algo recorrente entre as pessoas que vão ver Lula na caravana, é comum também a reclamação contra o atual governo. "Veio a mudança, muitos empregos, e agora veio esse governo Temer que está acabando com os direitos do trabalhador, principalmente o mais sofrido da nossa região", conta Edmilson Rezende Pereira, cartorário de 56 anos e filho de um dos fundadores do PT local.

Em meio à passagem por Itinga, Lizian Martins, de 28 anos e formada em Serviço Social pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, diz que a região mudou em função dos programas sociais do governo petista. E, no atual contexto, a vinda do ex-presidente também traz uma perspectiva de futuro. "A caravana é um momento de a gente 'esperançar', trazer esperança para o povo não só no contexto eleitoral mas também de melhorias diante de tanto retrocesso que estamos vendo em nossos direitos e políticas públicas de forma geral", avalia.

Ana Flávia Félix, de 16 anos, faz ensino médio em Araçuaí, para onde partiu a caravana depois de deixar Itinga, e estava junto com Lizian e outros integrantes do Levante Popular da Juventude. Ela destaca a construção de universidades e escolas técnicas. "Antes, a juventude daqui tinha que sair do Vale em busca de trabalho, universidade, para quem sabe um dia voltar", conta, lembrando que, mesmo com avanços, o problema ainda existe. "A nossa luta é pela permanência da juventude aqui na região por meio de escolas, universidade, ensino de qualidade e trabalho."



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes