Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Reparação de danos da tragédia de Mariana motiva audiência

Assessoria de Comunicação - Dep. Cristiano Silveira

Foto: Décio Junior

A reparação de danos provocados pela tragédia de Mariana será tema de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O requerimento para realização da reunião foi aprovado na terça-feira (24/10). A autoria é dos deputados Cristiano Silveira (PT), Celinho do Sinttrocel (PCdoB), Rogério Correia (PT) e Geraldo Pimenta (PCdoB).

Em novembro de 2015, o rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em Mariana, provocou a morte de 19 pessoas. A lama de rejeitos soterrou casas, e acabou com todo tipo de vida em toda a extensão do Rio Doce. Perto de completar dois anos do maior desastre ambiental da história do País, a maior parte dos danos ainda não foi reparada.

“Queremos que o Poder Público e a Samarco apresentem um balanço do que foi feito para reparação de danos ambientais e também em favor das famílias que foram atingidas por essa tragédia. Vamos cobrar ainda um cronograma das próximas ações e, na medida do possível, que os prazos possam ser reduzidos”, explica o deputado Cristiano Silveira, presidente da Comissão de Direitos Humanos.

Para o deputado Rogério Correia, que foi relator da Comissão Extraordinária de Barragens na ALMG, é preciso que o Legislativo se mantenha vigilante para que os atingidos não fiquem à mercê da mineradora. “É preciso que a Vale, a Samarco e a PHB assumam as suas responsabilidades e nós vamos fiscalizar in loco se os danos ambientais e sociais estão sendo sanados”, disse.

A data para a realização da audiência pública deverá ser marcada nos próximos dias.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes