Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Birra da oposição paralisa ALMG e prejudica licenciados da Lei 100, produtores de queijo e Judiciário

Décio Junior - Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

 Foto: Clarissa Barçante

Não bastasse a irresponsabilidade do PSDB de Minas Gerias, que na gestão do então governador Aécio Neves contratou milhares de professores sem concurso para atuarem na rede estadual de ensino por meio da Lei 100, considerada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o partido agora, que lidera a oposição no estado, vem obstruindo a votação de importantes projetos na Assembleia Legislativa.

Segundo o líder do governo, deputado Durval Ângelo (PT), a postura dos opositores – que reúnem ainda deputados do DEM e do PDT – atrasa a votação de matérias importantes entre elas, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 71/17, que prorroga até 31 de dezembro de 2019, a licença médica dos servidores da educação que foram desligados após a decisão do STF sobre a Lei 100.

“A oposição que falava tanto que estava ao lado dos adoecidos da Lei 100 agora parece não se importar. Estamos falando de 7 mil adoecidos, alguns com câncer em estado terminal. E se não votarmos essa matéria, essas pessoas estarão no olho da rua sem nenhuma assistência do estado”, alertou.

O parlamentar lembrou também que outros projetos estão sendo prejudicados pela oposição que, na quarta-feira (04/10), se colocou em estado de obstrução na Comissão de Constituição e Justiça, prejudicando a votação do PLC 70/17, que trata da organização e divisão judiciária no estado.

“Trata-se de um projeto que tem previsão na Constituição Estadual e a Justiça precisa desta reorganização que traz medidas importantes para evitar aposentadorias precoces no Tribunal de Justiça, determina competências na Vara da Fazenda e trata de questões relacionadas ao nepotismo no judiciário”, explicou.

Durval lembrou ainda que a obstrução atrasa a tramitação do PL 4.631/17. De autoria do governo do estado, o projeto pretende normatizar a produção dos queijos artesanais, inserindo os produtos na formalidade e assim desenvolver uma rede que valorize as regiões produtoras.

“Se a oposição acha quem tem que obstruir esses projetos que são de interesse de Minas Gerais, ela está sendo contra a economia do estado. Está se colocando contra os produtores de queijo, contra os poderes organizados e contra os trabalhadores adoecidos da lei 100, e não contra o governo”, lamentou.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes