Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Cai o forro, janelas e o véu da Cidade Administrativa


Os deputados do Bloco Minas Melhor Cristiano Silveira (PT) e Rogério Correia (PT) avaliam os estragos

Uma ventania na quinta-feira (22/10) arrancou três janelas, danificou duas e arrastou parte do teto de gesso do subsolo do prédio Minas na Cidade Administrativa (CA), sede oficial do governo do estado, provocando pânico em servidores e demais cidadãos que por lá cumpriam compromissos.

As janelas que se desprenderam e se espatifaram no solo eram do 12º e 14º andar, onde funcionam as secretarias de Saúde e de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese). Em linha reta temos 40 metros de altitude. No entanto, como demonstraram vídeos que circularam nas redes sociais, essas peças, que pesam cerca de 100 quilos, não caíram em linha reta, mas voaram em trajetória inclinada, alcançando uma velocidade e um impacto bem maiores. Pode-se imaginar a tragédia que poderia ter ocorrido se atingisse um õnibus ou outro veículo, ou mesmo alguma pessoa.

Igualmente, parte dos forros de gesso do subsolo do Minas não resistiram, expondo uma falha de projeto, levando canaletas, cabos e fiações a ficarem expostos e dependurados.

Mais do que o susto, com a queda das janelas e de parte do forro também caiu o véu que cobria a suntuosa obra com a qual o ex-governador tucano Aécio Neves pretendia passar à história política, como uma imitação pós-moderna de Juscelino Kubitschek.

De acordo com informações prestadas pela intendente da CA, Grasielle Oliveira Esposito, aos deputados Cristiano da Silveira (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e Rogério Correia (PT), essa única ventania, com as consequências relatadas anteriormente, pode causar um prejuízo de até R$ 3 milhões aos cofres públicos. Isso vai depender do que for apurado pela sindicância já em andamento.

O vento daquela quinta-feira, mais que gessos, janelas e fiações também ajuda a tirar o véu que o ex-governador tucano, Aécio Neves, colocou sobre os bastidores da Cidade Administrativa.

Das informações privilegiadas sobre a escolha do terreno (favorecendo especuladores imobiliários, amigos do “rei”), passando pelos consórcios contratados pela Codemig para a execução da obra e chegando à caixa “branca” de seus custos e das onerosas manutenções realizadas imediatamente à sua inauguração, sabemos que a história da Cidade Administrativa ainda vai tirar o sono de muita gente.

Aguardem os próximos capítulos.


Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes