Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Abraço simbólico marca manifestação contra privatização das usinas da CEMIG

Décio Junior - Núcleo de Comunicação Bloco Minas Melhor

Foto: Guilherme Dardanhan/ALMG

Um abraço simbólico ao prédio da CEMIG, em Belo Horizonte, marcou a manifestação realizada na tarde de segunda-feira (21/08), contra a venda das usinas hidrelétricas de São Simão, Miranda, Jaguara e Volta Grande, pelo governo federal.

A União pretente arrecadar cerca de R$ 11 bilhões, valor que pode ser repassado ao consumidor. "Será um enorme prejuízo para o estado de Minas Gerais pois, com a venda das usinas, a CEMIG, que é a nossa maior empresa, pode quebrar e o valor que os compradores investirem farão com que a nossa conta de luz dobre de valor. Será uma das mais caras do país", alertou o deputado Rogério Correia (PT).

Coordenador da Frente Mineira de Defesa da CEMIG, Rogério comentou também a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) que, por meio de liminar, suspendeu o leilão marcado para 22 de setembro. 

O governo de Minas e a empresa estão divulgando desde o final de semana um movimento nas redes sociais chamado #TodosPorMinasGerais", para envolver a população em defesa do patrimônio dos mineiros.

A decisão da justiça foi oficializada à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). "Essa liminar é importante e mostra que a Justiça Federal terá que tratar o tema. Estamos incentivanos todos os mineiros, cidadãos e entidades, a entrarem com uma ação pedindo a paralização do leilão", disse o deputado.

O ato em Belo Horizonte reuniu diretores e servidores da CEMIG, representantes dos Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores na Indústria Energética de Minas Gerais (Sindieletro), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Nacional dos Estdutantes (UNE), além dos deputados federais Jô Moraes (PCdoB), Adelmo Leão (PT) e Reginaldo Lopes (PT).  O cantor Flávio Renegado também apoiou o movimento.

O líder do Bloco Minas Melhor, deputado André Quintão (PT), ressaltou que a Cemig é patrimônio de todos os mineiros. "Por isso vamos precisar da união de todos e  e vamos defendê-la até o fim", disse.

Ocupação em São Simão - Enquanto o ato se realizava na capital mineira, um grupo de cerca de 200 pessoas entre servidores, trabalhadores do Movimento dos Sem Terra (MST) e do Movimento dos Atingidos Por Barragens (MAB), faziam uma ocupação na barragem de São Simão em Santa Vitória (GO), a cerca de 300 quilômetros de Uberlândia. O movimento está sendo liderado pelo Sindieletro.

De acordo com o coordenador do Sindicato, Jefferson Silva, o objetivo é ampliar a mobilização popular contra a privatização imposta pelo governo ilegítimo. “Estamos aqui para resistir à privatização, não vamos entregar nossas usinas. Vamos fazer um grande seminário na portaria da usina com o objetivo de mobilizar vereadores, prefeitos da região e trabalhadores da CEMIG.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes