Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes
 
 
Logo Minas Sem Censura Newsletter

Mais Notícias

 
 

Sucateamento dos Correios e pressão para demissão leva trabalhadores a marcar greve

Núcleo de Comuniucação Bloco Minas Melhor

Foto: Divulgação

O sucateamento da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ETC), a precarização do trabalho e o Plano de Demissão Voluntária (PDV) proposta pelo governo federal levaram os servidores a marcar greve para 24 de setembro. A informação foi passada pelo presidente do Sindicato dos Correios em Minas Gerais, Robson Silva, durante audiência pública da Comissão de Trabalho, Previdência e Assistência Social realizada na quarta-feira (09/08), na Assembleia Legislativa.

Para os trabalhadores, o descaso com os Correios aponta para a privatização dos serviços prestados à sociedade. Segundo Robson, o PDV atinge cerca de 3 mil trabalhadores, com a alegação de que a empresa apresenta prejuízo ao governo. No entanto, de acordo com o presidente do sindicato, a informação é falsa, pois ao mesmo tempo em que a entrega de cartas caiu, a entrega de produtos adquiridos por meio de compras por meio da internet tem registrado um aumento nos últimos anos.

O deputado André Quintão (PT), líder do Bloco Minas Melhor, acompanhou a audiência e destacou a importância dos Correios, os problemas causados pelo sucateamento da ECT e fez questão de ressaltar que o governo federal não pode privatizar uma empresa lucrativa. “Infelizmente o governo tem tomado medidas no sentido de reduzir a presença e a participação do investimento público na provisão do serviço público. Suas medidas têm aberto caminho para privatização do serviço público e os Correios, uma das instituições mais respeitadas e que cumpre uma finalidade social, está sobre ameaça. Então precisamos defender os interesses dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios, para que em todos os cantos do Brasil essa instituição se faça presente”, defendeu.

De acordo com José Maria Riani Filho, assessor da gerência regional de coleta e distribuição da ECT, os Correios estão presentes em todos os municípios mineiros com 1.700 agências e cerca de 11.300 funcionários. Ele informou ainda que, em Minas, a empresa tem taxa de atendimento de 95% em um prazo médio de quatro dias, superior a indicação nacional que é de 92% em cinco dias.

A comissão do Trabalho, da Previdência e da Assistência Social pretende enviar uma carta pedindo posicionamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, responsável pela ECT.



Logo Minas Melhor Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, 79 - 3º andar
Santo Agostinho - BH / MG

(31) 2108-7597 minasmelhoroficial@gmail.com
Copyright 2016 Minas Melhor.
Facebook Youtube Twiter Sound cloud
nas redes